Cantinho do Leitor #2

Minha voz
Posso não desatar os nós
Mas ainda terão de ouvir minha voz
Ouvir meu canto, meu planto
Meu erro, meu medo
Porque eu sou brasileiro, ser humano
Com imperfeições e complicações Mas cresci, ouvi
Parei de chorar e de fingir, de gritar mas nunca de lutar
Passei a amar
Em silêncio, solitário
Para que minha voz não se torne um vácuo
Em um coração que não retribui
Mas esse fogo ainda arde em meu peito
Ainda queima em minha pele
Ainda reluz em meu sorriso
Não por aquele mesmo vazio de resposta e falta de retorno
Mas a espera da melodia que se encaixe a minha voz e desate meus nós.
Transforme a minha solidão, em nós.
Mas ainda assim serei brasileiro,
Nascido e criado no Rio de Janeiro
Subúrbio zona norte, muito prazer
Mas o caráter não é dito por onde você tem que crescer
Só quero república a democracia
Não quero um governo pelo qual tenho antipatia
Mas não basta só eu lutar
A minha voz muda a minha vida
Mas é preciso mais para o Brasil mudar.
Poema feito por Roberta Mello. 

Participe do projeto, se quiser saber mais leia o post completo Aqui e mande uma obra sua para ser publicada aqui no Blog.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.