O Despertar do Principe de Collen Houck

Nome: O despertar do Principe
Autora: Collen Houck
Editora: Arqueiro 
Páginas: 377
Skoob: Adicione
Sinopse: Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.

Meu primeiro contanto com a autora teve um início complicado mas não ter desistido valeu muito a pena.
O despertar do Príncipe conta a história de Liliana Young, ou Lilly como ela prefere, ela é uma jovem rica, com uma boa vida com direito a tudo que o dinheiro pode comprar, está no último ano do colégio mas sofre constantemente com a pressão dos pais para que vá para uma faculdade escolhida por eles em um curso que ambos acham ser o melhor pra ela mas que não é seu sonho. Lilly tem um enorme apresso pela arte e adora passar os dias no museu metropolitano, em uma de suas visitas ela acaba sendo surpreendida ao se deparar com um príncipe egípcio que despertou depois de 1000 anos.
—Na verdade, se eu pudesse engarrafar o seu cheiro de lótus e levá-lo comigo para percorrer o deserto, mesmo que estivesse com isolação, morrendo de sede e só quem pudesse me salvar fosse um xeique do deserto que quisesse ficar com o frasco para si, e mesmo que essa troca fosse me salvar a vida, eu não me separaria do seu cheiro nem por todas as joias, sedas e riquezas do Egito e de todas as terras ao redor. Dizer que o seu cheiro é agradável para mim é um eufemismo dos mais vis.
O despertar do príncipe é o primeiro livro da nova série da autora Collen Houck, Deuses do Egito, e aqui no brasil ele foi lançado pela Editora Arqueiro. O livro é divido em 3 partes, 24 capítulos e tem 377 páginas.
O despertar do Príncipe é o primeiro livro que leio da autora, e devo essa primeira tentativa aos amigos que elogiam muito sua escrita, no inicio da leitura a história não fluía pra mim, apesar do enredo ter elementos que eu gosto não conseguia me prender, quase desisti mas repensei e tentei de novo. Em primeiro momento fiquei receosa com a relação da Lilly com o príncipe Amon, ao ver a relação de ambos crescendo imaginei que logo viriam as cenas chatas e clichês de romance e pra minha surpresa tudo foi muito sutil, sem os exageros e dramas que me fazem correr de livros de romance.
Um dos pontos positivos da história é que apesar de rica Lilly não é mimada e nojenta, pelo contrário, temos uma personagem humilde, carismática, corajosa e decidida a ajudar. Mesmo com a experiência inicial ruim o livro acabou me conquistando, não teve aquele romance meloso e essa relação de ambos não foi o foco do livro, os personagens são bem construídos até onde é possível analisar e todo o ambiente criado pela autora traz elementos  da mitologia egípcia de um modo que o leitor fica muito curioso.

A edição está maravilhosa, diagramação bem feita, espaçamento e tamanho da letra confortáveis a leitura, os detalhes de cada início de capítulo e divisões de parte juntos da capa fazem o leitor desejar a leitura logo ao ver o livro, espero que a editora traga logo a continuação.
Nota:



7 comentários:

  1. Nunca li nada da autora, não gosto muito de ficar lendo livros de série.
    Acredito que só pelos fatos históricos é um livro que vale a pena ler.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Parece ótimo! O ruim de livros de série é que você se envolve com a história, e aí acaba e temos que comprar a continuação. rs

    ResponderExcluir
  3. Parece ser muito bom, pena que é séries. Tomei uma preguiça de séries, não sei porque. Mas estou evitando. hahahahaha Mas fiquei bem curiosa.

    xx
    Mari
    www.batomdecereja.com

    ResponderExcluir
  4. Oi oiii!
    A Collen é realmente muito elogiada, porém eu nunca li nada dela.
    Me interessei por esse livro assim que o vi, pela capa incrível, mas não sabia nada sobre.
    Curti saber que fala de mitologia egípcia, e foi muito bom saber que o romance não é forçado e clichê, já que como você, eu corro deles hahahaha
    Com certeza vou dar uma chance, espero poder ler em breve e gostar tanto quanto você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Bom, esse é um livro que eu não tenho em mente em ler '' Agora'', quem sabe mas para frente, é tantos livros para ler que ficamos muito que '' ATAREFADAS'' Mas, a narrativa é boa, a maneira como tudo é tratado também é ótima. Eu gostei muito da capa, e da sua resenha também, talvez eu possam ler ele depois, mas não sinto vontade agora.

    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei da sua resenha, mas esse é um livro que não tenho vontade de ler. Desde a série dos tigres, não tenho interesse na escrita da Colleen.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Eu gosto muito da escrita da Colleen... eu ja tenho o box da Maldição do Tigre e agora eu estou doida pra ler essa série nova.
    A sua resenha está demais, parabens

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.