Put Some Farofa de Gregorio Duvivier

Livro:  Put Some Farofa
Autor: Gregorio Duvivier
Ano: 2014
Editora: Companhia das letras
Páginas: 208
Skoob: Adicione

Sinopse: Publicada em Julho de 2014, a crônica que dá título a este volume, que cria uma conversa imaginária de um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, rapidamente se tornou um viral de internet, até ser comentada em artigo do Washington Post. Trata-se de uma amostra da verve humorística embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto de Gregorio Duvivier, um dos autores mais promissores do Brasil na atualidade. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos.  Se Gregorio traz o raro dom da multiplicidade, tendo se destacado no cenário cultural brasileiro ao mesmo tempo como ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, também múltiplo é este volume, que transita entre ficções, memórias de infância, ensaios sobre artistas que o influenciaram, artigos panfletários, exercícios de linguagem e outras experimentações. Os textos vão da pauta que está sendo debatida naquele dia no jornal ao completo nonsense; do amor ao ódio, do íntimo ao universal. No conjunto, o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor.
*Resenha feita por mim para o Blog Ler e Imaginar

   Um comediante cheio de contos engraçados para escrever, que fazem o leitor se identificar em algumas e rir muito em outras.
   Put some farofa é um livro de contos criado pelo comediante, cronista, roteirista e também ator     Gregorio Duvivier – aquele lá do Porta dos Fundos e eterno amor da Clarice Falcão. O livro tem vários contos escritos pelo Gregorio, em sua maioria já existentes ou na sua coluna do Jornal Folha ou encenados pelo canal Porta dos Fundos. O livro é divido em em 4 partes: Grandes, pequenos, gigantescos / Cruzada elucidativa a favor da família brasileira / Put some farofa e O mundo, paradinho, tem a maior graça.


   Gregorio traz em seus contos uma sensibilidade enorme com os diversos temas abordados no livro, diferente da figura caricata vista nos vídeos temos um escritor que não sente o menor pudor em escrever sobre política, preconceitos e tabus que estamos acostumados em nosso dia a dia. Gostei particularmente de dois contos: o primeiro é o Orgulho Hétero onde o Gregorio de 13 anos escreve um e-mail para Gregorio mais velho o aconselhando a não mudar quando crescer e que ele deve sempre dizer a verdade doa a quem doer e independente de quem tem a ferida tocada, em resposta ao seu ‘eu’ mais novo ele responde da forma mais gentil do mundo que tudo muda incluindo ele e sua forma de pensar.

Eu virei aquilo que você mais odeia. Isso é uma sorte. Mas é, também, uma falta de sorte ( nisso a gente se parece: eu também não falo a palavra azar. Merda).

   O segundo conto é: O país e o armário em que o tema é o aborto. Achei interessante porque é raro você ver um comediante comentando algo tão sério e de forma bem ampla e ainda por cima em sua própria obra, vemos ali uma crítica a forma como o governo vê esse assunto e a diferença entre o tratamento que ele recebe aqui e a importância em outros países.

   Não me imaginei gostando tanto de um livro de contos, mas ver um comediante que parece ser mais humano e menos ‘engraçadinho’ me deixou encantada, a leitura é leve os contos em sua maioria divertidos e reflexivos, me rendi a leitura totalmente e me vejo lendo mais escritos do Gregorio.
Nota:

Resenha Feita por mim para o blog Ler e Imaginar

16 comentários:

  1. Tenho muita dificuldade com esse moço, primeiro por que não gosto das suas piadas e segundo por que a forma que ele aborda certo temas são desnecessários, então não é um livro que eu leria, mesmo você tentando muito bem realçado seus pontos positivos.

    http://coisasdemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente algumas piadas são podres mas em alguns momentos ele manda bem.

      Excluir
  2. Oiee,
    já tinha lido algumas críticas do livro. E todas muito boas. Mas a sua me chamou atenção pelo tema abordo que ele explorou, acho interessante autores falaram sobre o assunto. Vou procurar ler esse livro dele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, realmente é um tema complicado e um comediante abordando é mega interessante.

      Excluir
  3. Oi!
    Eu já havia visto a capa desse livro nas redes sociais mas nunca havia parado para saber mais sobre e achei a premissa interessante! Fiquei com vontade de ler esse livro e espero gostar.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  4. Por mais que já li alguns contos! Não curto muito esse tipo de livro, mas esse autor é demais, quem sabe um dia eu não dê uma oportunidade e leio esse livro.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Ainda não li o livro e confesso que ele não me interessava muito!
    Mas sua resenha me deixou curiosa para conhecer os contos e também um pouco desse lado mais sério do Gregório!


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  6. Juro que deu aquele certo preconceito de ser um comediante, mas ao ler sua resenha fiquei encantada, acho que daria uma chance sim :D
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olaa. Adoro livros com um toque de humor. Amoo porta dos fundos haha. Gente falar sobre aborto é difícil pelo o que você disse ele soube desenvolver bem a "critica" dele digamos assim. Adorei a resenha. Quero ler ele

    Beijão da Lari
    brilliantdiamond-bg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oie, confesso que não acompanho muito ele desde a noticia do termino com a Clarice, sei lá, parece que o encanto acabou. E nem imaginava que eles estaria lançando um livro. Acompanho o ator em algumas redes sociais e sei que ele faz várias criticas as coisas que acontecem no dia a dia, muito diferente de vários comediantes, o que é muito interessante. Tenho curiosidade no conto em que ele traz o tema do aborto, mas não sei se conseguiria levar o resto do livro, já que ele foge bastante do meu estilo literário.

    Beijos, Miih e o Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro foi lançado já faz uns anos Yasmin :)

      Excluir

Tecnologia do Blogger.