Vick de Anne Amorim

Livro: Vick
Autor: Anne Amorim
Editora: Planeta Literário
Ano: 2015
Páginas: 180
Adicione: Skoob

Sinopse: Eu me chamo Vick. Não sei quem eu sou. Não conheço o meu passado, meu presente é horrível, e meu futuro é incerto. Vick não se lembra de como foi parar na casa de Ivan. Seu passado, quem ela é ou qual é a sua família são incógnitas. A única coisa que tem certeza é de que seu presente é insuportável demais. Ela odeia o toque de Ivan e as coisas que é obrigada a fazer para continuar vivendo. A sua única solução é fugir. Mas, para aonde? Vick não tem dinheiro e não conhece ninguém que possa lhe ajudar. Mas qualquer coisa é melhor do que continuar no único lugar que ela conhece. Ela irá atrás de uma vida melhor e quem sabe encontrar o seu passado para tentar ter um futuro. Será possível escapar de Ivan? Conheça a história da Vick. Uma menina sem passado, com um presente cheio de monstros e um futuro incerto.

   O livro conta a história de Vick, uma garota que foi sequestrada de seus pais quando tinha 3 anos e a única coisa que sabe sobre si mesma é que se chama Vick e que viva ou morta vai se livrar dos dois homens que a fazem mal e abusam dela de todas as formas possíveis.

   
   O livro é curto e a leitura é bem fluída apesar do enredo, Anne Amorim tem um dom para manter o leitor preso a história, sua escrita deixa o leitor curioso. A história é divida em 14 capítulos mais epílogo não muito curtos, e apesar da maioria ser narrado por Vick também temos alguns poucos momentos narrados pelo ponto de vista de outros dois personagens importantes: Will ( par romântico de Vick) e Ivan ( seu sequestrador).


   Vick é um livro com um enredo um pouco pesado, ele mistura romance e drama, e mesmo eu não sendo fã do gênero romance o livro conseguiu me conquistar de uma forma surpreendedora. Vick é uma menina que sofria abusos sexuais e psicológicos desde os 11 anos, Ivan seu sequestrador e um de seus abusadores é o típico personagem que você não se apega e não parece humano tamanha a sua loucura e sadismo. O livro em um contexto geral não é inovador ( pelo menos para mim não foi), ele é bem escrito, o leitor se envolve mas ainda sim é como se já tivesse lido algo com várias semelhanças.

   
   Como nem tudo são maravilhas, e apesar dos elogios que fiz da obra ela tem seus pontos negativos, o primeiro é o romance que ocorreu do nada, a autora deu um motivo “bom” para ele mas eu não engoli bem essa explicação para um amor que surgiu tão fácil como no caso de Vick e Will, e me incomodou ela ter superado todos os traumas do abusos que sofreu tão fácil, como se nem tivessem existido e isso me deixou um pouco irritada. O segundo ponto negativo foi a própria personagem Vick que em certos momentos parecia não ter perdido sua inocência e espirito de criança e em outras parecia uma personagem com uma personalidade totalmente diferente, o que me deixou bem confusa e insatisfeita com a construção da personagem.

  O final do livro é quase digno de contos de fadas, a menina sofrida que não foi salva pelo príncipe mais sim pela rainha porém teve seu final feliz com o príncipe de seus sonhos.
Nota:

30 comentários:

  1. OIi,
    Fiquei meio perdida com esses altos e baixos que expôs, não conhecia o livro (tambem são tantos) mas confesso que apesar de gostar de romance e muito o livro não me atraiu tanto, simplesmente não consegui ver nada nele que me prendesse, mas que bom que leu e que apesar do pontos negativos tenha gostado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Gostei da premissa!
    Gosto de drama. E com disse que é uma leitura pesada, me interessei.
    Pena que a leitura seja meio decepsionante em alguns pontos como cistou. mas que bom que gostou.
    Quero ler logo!

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas me interessei. Eu gosto de livros assim, mas imaginei pelo número de páginas que não haveria uma construção digna para uma personagem com tantos problemas, acho que essas coisas devem ser bem analisadas, pesquisadas e desenvolvidas ao fazer um livro.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Paac!

    Eu não sou fã de livros que falam de sequestro, já li um que me deixou muito mal por vários dias (chama-se Identidade Roubada). Então eu sempre deixo passar.
    No entanto, ainda que gostasse, esses problemas que você descreveu fazem toda diferença na hora de uma leitura, então tenho certeza de que eu não iria gostar.

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Paac!
    Eu gosto muito de temas pesados como o sequestro, tanto é que um dos meus filmes favoritos é O Quarto de Jack, que tem algumas semelhanças com esse livro. Fiquei muito interessada em lê-lo, embora o fato da protagonista não ser muito bem desenvolvida provavelmente me irritará um pouco. Seu blog é lindo demais, parabéns!

    Beijo,
    http://complexodevaneio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma temática muito boa mesmo, também gosto de livros assim.
      Obrigada *-*

      Excluir
  6. Olá, tudo bem?
    Esse é um tema bem pesado mesmo. Leria porque nunca li nada do tipo. Mas os pontos negativos que você ressaltou na resenha estão me fazendo pensar se é uma boa ideia. Talvez tenha livros mais legais sobre o tema por ai. Bom, de qualquer forma, bela resenha. Gostei da sua sinceridade ao levantar os pontos negativos. :)
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  7. Hi baby, tudo bem? Esse tema está me perseguindo atualmente, assisti o filme O Quarto de Jack onde a protagonista também foi sequestrada, fiquei com o filme na cabeça por dias e ainda não estou pronta para ler algo semelhante, mesmo assim gostei muito da premissa desse livro, mesmo que algumas coisas que te incomodaram também possam vir a me incomodar! mas lerei um dia... ;) ótima resenha ;)

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Paac,
    Lendo a sinopse e o começo da resenha fiquei interessada por ser um tema forte, mas pelo q percebi a autora pareceu não ter conseguido trabalhar tão bem. Os detalhes me desanimaram totalmente da leitura, um enredo forte precisa de um meio e um final a altura... Pelo menos p mim.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  9. Caramba, sequestrada com 3 anos? Tadinha! Estava super interessada no inicio da resenha, essa premissa sempre me chama atenção, mas desanimei no romance. Estou em dúvidas se leio ou não.

    ResponderExcluir
  10. Oi Paac, tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, este livro parece ser bem interessante, porém, eu sempre me sinto estranha quando leio um livro que trata de abuso sexual, sei lá, não sei se ocorre com você.
    Beijos,
    Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É estranho mesmo, porque é algo incomum e ruim, é normal se sentir assim.

      Excluir
  11. Uau.
    No início estava imaginando que, pelo tema forte, a leitura poderia ser cansativa, mas pelo visto a autora desenvolveu uma narrativa que envolve o leitor.

    Gostei da premissa, da forma como é feita a narrativa e com certeza darei um jeito de ler logo :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a narrativa dela é muito fluída.

      Excluir
  12. Não conhecia o livro e só tenho que dizer obrigada por me apresentar ele, eu amo esse tipo de livro e com certeza vou atras e ler, já foi pro skoob ^^
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, também amo histórias assim.

      Excluir
  13. Oi!
    Não conhecia o livro, parece interessante, mas como não é meu gênero preferido, não sei se leria. Porém, gostei da resenha.

    Bjs!
    www.blogimaginacaoliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Paac, apesar da ideia do enredo ser bem legal acho que não gostaria por causa dos pontos negativos que você apontou, quando leio algo do gênero quero que seja mais profundo.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, nesse caso a profundidade ficou em falta =/

      Excluir
  15. Oie
    sou muito curiosa pelo livro pois já vi algumas resenhas elogiando como a sua, o tema é bem interessante, espero ler em breve e gostar como você

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, flor!
    Eu gostei do enredo, mas não leria o livro… Quando você disse que a menina parece superar seus traumas muito facilmente, meu interesse pela obra desapareceu. Isso porque parece que a autora quis criar uma personagem que muito sofreu sem dar consistência a ela. Uma pena. Esse é o tipo de fragilidade que, para mim, tornam o livro pouco atraente.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu gostei bastante da história mas esse foi um ponto que me questiono se ela realmente queria assim ou foi falta de estudos pra criação do personagem.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.