O Corvo de Edgar Allan Poe


Título: O Corvo
Autor: Edgar Allan Poe
Ano: 2013, 
Editora: DarkSide, 
Formato: Ebook, 
Páginas: 50
Sinopse: Desaparecido precocemente aos 40 anos, Edgar Allan Poe já ultrapassou dois séculos de seu nascimento em posição privilegiada, responsável não somente por influenciar alguns dos escritores decisivos das décadas seguintes, bem como por estabelecer com propriedade caminhos novos e férteis para a literatura ocidental do então século XIX. Esta edição reúne o seu poema mais famoso, O corvo, em sua versão original, junto com as clássicas traduções de Machado de Assis e Fernando Pessoa, e uma análise de Poe feita por Charles Baudelaire, seu tradutor e um dos principais divulgadores de sua obra na Europa, acompanhadas das ilustrações de Édouard Manet.
Link pra download (disponibilizado pela própria DarkSide): AQUI


     Quando eu era mais nova e não tinha muita paciência pra ler um livro atrás do outro ou até mesmo preguiça de ler aqueles com mais de trezentas páginas eu saia me apegando aos livros de poemas da minha tia que era apaixonada pelo gênero. Conforme fui me apaixonando e conhecendo vários outros gêneros literários acabei deixando os poemas de lado e, portanto, não cheguei a conhecer Edgar Allan Poe, mas cá estou eu agora apaixonada por este breve livro que li.
     O Corvo foi publicado pela primeira vez em 1845 e é um clássico que conta a história da ave negra que assombrosamente aparece na vida de um homem que sofre pela perda de um grande amor.  Aparentemente é um poema simples e que de primeiro momento pode ter uma interpretação óbvia, mas  cada leitor pode vir a ter uma visão diferente da história.
     Mesmo em e-book a edição da DarkSide está maravilhosa. A capa, as ilustrações de Édouard Manet, folhas pretas e até mesmo por ser uma edição bilíngue: Temos o poema original de Poe em inglês e as traduções de Machado de Assis e de Fernando Pessoa, que foi  o que mais me chamou atenção no livro. Adoro Fernando Pessoa e sua tradução foi a minha preferida, não tendo Machado perdido por muito e, no final do livro, contamos com um capítulo “O homem e a obra” escrito por Charles Baudelaire contando um pouco do autor que desapareceu tão novo, apenas com 40 anos e se tornou um clássico da literatura.
    Gostei muito do livro, foi uma leitura rápida e que me deixou muito curiosa para conhecer mais das obras de Poe. Recomendo à todos, quer gostem ou não de poema. É uma leitura muito rica e reflexiva. 
Nota:

13 comentários:

  1. Fiquei curiosa, ainda mais pelas traduções de dois autores maravilhosos.
    Vou baixar.
    Beijos, Aline
    http://versoaleatorio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii Thaísa, como vai?
    Realmente ainda não parei para ler um conto deste autor, falta de tempo e enrolação da minha parte. Fico realmente muito feliz em ver que tu gostou, quem sabe eu tente e incie por este.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu simplesmente AMO "O corvo", mas ainda não conferi essa edição da Darkside. Vou aproveitar que você deixou o link para download para realizar essa maravilhosa leitura.
    Fico feliz de saber que você gostou, Poe é um grande autor!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Paac, tudo bem?
    Darkside demote Linda nao é? Até em ebook eles têm cuidado super legal. Não sou muito fã de ler poesias, mas acho que com a tradução de Machado de Assis e Fernando Pessoa com certeza torna o livro beeeem interessante.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  5. Oiiii
    Quando eu era menor amava ler poemas, hoje em dia, faz tempo que não leio.
    Nunca li nenhum poema de Poe, mas fiquei interessada em conhecer depois de ler sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ah, que legal ver que o pessoal tá gostando da minha resenha por aqui Paac <3 É uma honra ser resenhista desse blog lindo, viu!

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca li nada desse autor, mas já vi comentários super positivos de suas obras.
    Beijos

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie
    esse autor parece ser muito bom e eu sempre ouço falar, me sinto a diferentona por não ter lido ainda haaghhaa muito legal seu post e alguma hora eu vou arriscar sim

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Sinto até vergonha de admitir que NUNCA LI NADA de Edgar Allan Poe. Não pela falta de oportunidade, mas falta de interesse... Vai entender.
    Mas, toda vez que leio uma resenha de algum livro dele, eu me esquivo de vergonha e penso que não posso deixar de arriscar, experimentar uma de suas obras, e só assim concluir se gostei ou não.
    Acho que está na hora.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  10. Thaísa, eu também nunca me animei para ler poema, mas confesso que se tratando de Poe sempre tive muita curiosidade.
    Li, há algum tempo, e lembro de ter gostado, mas acho que devo reler em breve.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Oioi! Tudo bem?
    nao sou mto fã do Allan Poe, ja li algumas coisas, mas nao tenho esse fascinio que a galera tem.
    Nao conhecia esse O Corvo de Edgar Allan Poe, acheiate interessante, mas como falei, nao é pra mim nao.
    Como nao sou mto de ler poemas, dessa vez eu passo a dica.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  12. Eu li esse livro também, e gostei da narrativa de Edgar, ele é muito instigante e faz o leitor a entrar no clima. Recomendo. Bjs

    ResponderExcluir
  13. Poe é gênio. Que bom que gostou e a tendência é gostar mais ainda de suas obras. Eu amo o gênero e o cara é o mestre!
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.