A Garota Perfeita de Mary Kubrica

Título: A Garota Perfeita
Autor: Mary Kubica 
Ano: 2016 
Editora: Planeta do Brasil
Páginas: 336 
Skoob: Adicione
Sinopse: Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida.
Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso.
Quando a encontra, porém, a professora esté em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?

     O que leva uma pessoa a criar afinidade por alguém que supostamente a sequestrou? Porque somos levados a sempre achar um culpado antes mesmo de nos questionar o que houve? Será mesmo que tudo o que vemos ou o pouco que conhecemos de uma pessoa é o suficiente pra conhece-la a fundo? É difícil responder essas perguntas não é? Agora imagine ler um livro que de certo modo te responde elas de um jeito diferente, mas também te faz questionar sobre o que é certo ou errado, o que é amor e o que é doença e até onde o ser humano vai por achar que sua ideologia é a certa...
      Mia Dennett sempre teve uma boa vida, sua infância foi como a de quase toda garota de classe média, sempre teve quase tudo que queria e exatamente tudo que precisava para sobreviver e crescer, porém sua relação com James Dennett (seu pai) nunca foi das melhores e por esse motivo aos 18 anos ela decidiu trilhar sua vida sozinha, saiu de casa e alugou um apartamento, seguiu sua vida como professora e vivia feliz. Mia sempre foi a filha rebelde, não seguiu os passos do pai, não é exemplo como a irmã, saiu de casa cedo e sem dizer exatamente onde iria, dava trabalho quando adolescente entre outros estereótipos que já conhecemos bem...
      A história se intercala entre os personagens principais do livro: Eve (mãe de Mia), Gabe (policial responsável por achar Mia) e Colin (o suposto sequestrador), exceto mia, que só tem um capítulo ao final do livro – e é o mais revelador na minha opinião, mas comentarei sobre isso depois. Cada um vai contando sua relação com Mia, suas histórias pessoais e seus anseios, e o livro é dividido entre Depois do sequestro e Antes do sequestro, assim vamos descobrindo mais sobre cada um e tendo uma maior noção de quem é realmente o que. A partir dessas perspectivas vamos compreendendo como aquela família até então perfeita guarda segredos e sentimentos dolorosos, entramos diretamente nas vidas de personagens complicados e a beira de um abismo sentimental.
    Não consegui encontrar pontos negativos na obra, a leitura é um pouco lenta porque o teor psicológico é um pouco alto, estamos lidando com pessoas abeira do desespero e sucumbindo ao cansaço e é difícil lidar com uma leitura assim sem acabar sentindo um pouco desse peso, o livro é bom, é bem construído e instiga o leitor a termina-lo. O ponto mais positivo na história ao meu ver foi Colin sim o sequestrador, o personagem é aquele típico anti-herói, uma pessoa que como todos está naquela linha tênue entre ser ou não ser um criminoso completamente sem escrúpulos, sua relação com Mia não é exatamente o que parece, tem mais ali do que se vê a primeira leitura – não sei a autora fez isso propositalmente, mas me capturou ali naquela “relação”.
    A Garota Perfeita é um livro não somente de suspense psicológico, mas sobre caráter, sobre pessoas e relações, sobre famílias falhas e desestruturadas, sobre escolhas erradas que geram consequências ruins e inesperadas.

 Nota:

14 comentários:

  1. Oiii Paac, como vai?
    Garota eu morro de vontade de ler esse livro que você nem imagina, imagino o terror psicológico que o livro possa trazer ao leitor, além do mais creio que seria uma ótima pedida para mim diante de livros que estou lendo fora desse gênero, parabéns pela resenha e as fotos estão lindas.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desconhecia a obra, mas de cara fiquei com bastante curiosidade de me adentrar nessa trama. Não costumo ler muito suspense, mas ultimamente o gênero tem me despertado bastante vontade.
    É interessante saber que o livro aborda também sobre essas falhas familiares e o caráter. Parece ser uma leitura densa mesmo.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hey, Paac!

    Menina, amei essa resenha!
    Fiquei bem curiosa pra ler esse livro. Me fez lembrar de um outro que eu li, chamado "Identidade Roubada". Você já leu?
    A pegada é a mesma.
    Eu me lembro que, quando terminei de ler, fiquei mal por uns dias, remoendo tudo aquilo que eu li, porque a história é muito boa e mexeu muito comigo.
    Se não leu, recomendo!
    Já anotei o nome desse pra não esquecer. Quero ler!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse livro tem uma premissa tão boa, que não tô me aguentando de curiosidade.
    Eu gosto muito de livros do gênero e fiquei feliz de saber que apesar de ser um pouco lento por conta de toda construção psicológica, ele é um livro bem construído e que prende o leitor.
    Espero ter oportunidade de conferir em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Paac.
    Achei bem estranho, eu nunca que iria fazer amizade com o meu sequestrador, a não ser que fosse para fazer algo com ele pelo que ele fez comigo. Mas tenho certeza que ela teve os seus motivos.
    Não conhecia o livro e achei essa capa muito bonita, me interessei pelo que você me falou na resenha, então o livro já está em meus desejados.

    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá Paac tudo bem, acabei de ler esse livro e na minha opinião faltou algo mais, as primeiras 270 foi aquela lenga lenga, e não senti tanto terror psicológico, o que eu vi foi a afinidade de Mia pelo sequestrador, mas o final foi digno e salvou a leitura. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oie Paac,

    O livro tem um enredo muito bacana e intenso. Pensei que a Mia aparecia durante toda obra, mas isso deve gerar um mistério grande. E as pessoas pensam que não é comum a vitima acabarem se aproximando do seu sequestrador.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Paac, me empresta o livro??? Nossa fiquei muito curiosa para ler. Surpreendente eu sei mas adorei a premissa, estou vendo muitas pessoas falarem bem da obra e fiquei curiosa, amei a resenha.

    ResponderExcluir
  9. Acho essa capa fenomenal. Seria uma síndrome de Estocolmo? Onde a vítima se aproxima do criminoso? Foi isso que eu meio que entendi kkkkk To doida pra ler esse livro, queria ele físico. Mas se não rolar a gente baixa no kobo mesmo kkkkk
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  10. Eu não costumo ler esses livros, com essa temática. Na verdade é porque eu entro muito nas histórias, sabe? Mesmo um filme bobo de comédia romântica me faz ficar refletindo por dias sobre as atitudes de um personagem, aí fico com medo de ler algo mais intenso assim e ficar ainda mais paranoica hhahaha, mas sinceramente? me interesso muuuuito, acho que vou deixar esse medo de lado! ☺ Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  11. Oieee.
    Gosto de livros de suspense e esse parece ser um que mexe com a gente devido ao seu teor psicologico.
    A capa ficou linda, achei meio misteriosa e a sinopse em si ja chama mto a minha atenção.
    Eu ja queria mto ler e agora animei mais ainda.
    Otima dica.

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  12. Oi Paac,
    Achei esse livro bem interessante principalmente porque não acompanhamos toda a história pelos olhos de quem foi sequestrada, e sim pelas pessoas a sua volta. Fiquei bem curiosa sobre o desenvolvimento dele, é no mínimo instigante.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Livros com suspense psicológicos sempre me deixam tensa... mas adoro lê-los hahahaha
    Os personagens desse parecem muito complexos e a história me interessou muito.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Paac, sua linda, tudo bem?
    Estou louca para ler esse livro, pois adoro thriller psicológico. Lendo sua resenha, o que mais chama a minha atenção é a forma como a história foi contada. São pessoas falando da vítima, devo acreditar nelas ou não? Percebi que desvendar o caráter dos personagens é algo intenso nesse livro. Adorei sua resenha, muito bem escrita!!!
    beijinhos.
    cila
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.