Triângulo de 4 lados de Fernanda Medeiros e Adelina Barbosa

Título: Triângulo de 4 Lados (Livro 1)
Autor: Adelina Barbosa e Fernanda Medeiros
Editora: D'Plácido
Ano: 2015
Páginas: 320
Skoob: Adicione
Sinopse: "Unhas mal pintadas de preto e camisas de bandas. Ela ama O Diário de Bridget Jones, chocolate, e a banda Misfits. Odeia trovões, lágrimas, e ser chamada de criança. Sara Alcântara tem 17 anos e, como qualquer garota de sua idade, tem um relacionamento de amor e ódio com a mãe, com seus estudos, e com a própria vida. Ama suas amigas, que são seu suporte, e sua base. Tira boas notas na escola, por obrigação, mas deseja ser artista, porque pintar é sua verdadeira vocação.
Até aquela paixão adolescente, platônica, ela possui. Ele tem nome, sobrenome, e grau de parentesco. Rodrigo Guano é seu primo, e sonho de consumo de toda a população feminina da pequena cidade de Santa Fé, onde moram. Tudo muda quando ele a beija pela primeira vez. Então o mundo pode acabar, regimes podem cair, terremotos podem engolir a terra em rachaduras intermináveis, e Sara ainda estaria feliz. Ou assim ela pensa ser, até que viaja para Paris, para passar as férias. Quando volta, tudo está diferente, inclusive ela. Sara se vê inserida num triângulo amoroso... Ou seria um quadrado?"


   E lá vem eu e minhas tentativas com os livros que insistem com essa mania de triângulos amorosos...
    Sara é uma adolescente de 17 anos, louca por arte e Bridget Jones, tem uma paixão secreta por seu primo Rodrigo, até que ambos se beijam e acabam tendo outro segredo, dessa vez juntos, eles começam a namorar escondido porém tudo muda quando Sara vai para Paris e depois de um mês lá ela retorna e encontra tudo diferente...
       Recebi esse livro de brinde da Editora, não foi exatamente uma escolha minha, mas como vocês já sabem estou tentando sair da minha zona de conforto e tentar gêneros que não tenho tanta familiaridade ou que tem coisas que me incomodam, e basicamente esse livro tem quase todos esses elementos que não estou familiarizada e que não gosto, porém essa não é uma resenha de não gostei e sim de tentei e gostei.
     Sara é uma garota simples e comum, assim como eu também fui quando tinha 17 anos, ela é decidida, um pouco tímida e dona de si; Brent é aquele personagem fofo e companheiro, quieto e caladão, mas com grande potencial; Rodrigo é um típico babaca, com um ‘quê’ de fodão, seu ar de dono do mundo é insuportável; Matheus é um personagem que ainda tento compreender mas dá um pouco de fogo a história.
    Um triângulo amoroso com 3 caras é realmente uma coisa complicada, não no quesito da personagem mas no sentido dessa leitora que aqui escreve, eu tentei entender a lógica de criar esse romance tumultuado e até tentei achar sentido disso e não, eu não encontrei, eu realmente achei bem desnecessário criar uma história onde o enfoque quase todo é essa bagunça amorosa de Sara e pra mim esse triângulo gigante é um ponto negativo no livro, porque tem bons personagens, eles são bem construídos e podiam seguir bem na trama sem precisarem estar entrelaçados em forma de triângulo amoroso. Outro ponto complicado é Rodrigo e Matheus, o primeiro é o típico canalha, e isso fica bem obvio, pelo menos ao meu ver, e não entendo porque ele tem que ser inserido ali, o segundo é um personagem complicado, parece que tudo em sua vida se centraliza em ter Sara a todo custo, isso me incomodou bastante, porque ele passou de decidido e persistente a um cara possessivo, sei lá, tenho certos receios sobre o rumo do personagem...
      O maior ponto positivo do livro é Sara, apesar de seus dramas que as vezes me incomodavam, ela é uma personagem cativante, ler sobre ela é como voltar aos meus 17, onde tudo era tão intenso, e essa foi uma boa experiência em relação a obra, me sentir de volta a essa idade tão dramática e intensa é um efeito nostálgico muito bom e tornou a leitura muito prazerosa, além é claro de ler sobre uma personagem decidida e de personalidade forte.
    Triângulo de 4 lados é um livro de escrita simples e fluída, com personagens curiosos e bem caricatos a seu modo, espero poder ler a continuação e saber o que acontece porque já adianto aqui que o final da obra me deixou com uma curiosidade girando na cabeça haha, a edição da D’Plácido é uma coisa linda, amei a sacada de colocar balõezinhos com os pensamentos de Sara.
Nota:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.