O homem de São Petersburgo de Ken Follett

Título: O homem de São Petersburgo
Autor: Ken Follett
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 336
Skoob: Adicione
Compra na Amazon
Sinopse: A história pode estar prestes a mudar. 1914: a Alemanha se prepara para a guerra e os Aliados começam a construir suas defesas. Ambos os lados precisam da Rússia, que enfrenta graves problemas internos e vive na iminência de uma revolução. Na Inglaterra, Winston Churchill arquiteta uma negociação secreta com o príncipe Aleksei Orlov, visando a um acordo com os russos. No entanto, o anarquista Feliks Kschessinsky, um homem sem nada a perder, está disposto a tudo para impedir que seu país envie milhões de rapazes para os campos de batalha de uma guerra que nem sequer compreendem. Para isso, ele se infiltra na Inglaterra com a intenção de assassinar o príncipe e, assim, frustrar a aliança entre russos e britânicos. Um mestre da manipulação, Feliks tem várias armas a seu dispor, mas precisa enfrentar toda a força policial inglesa, um brilhante e influente lorde e o próprio Winston Churchill. Esse poderio reunido conseguiria aniquilar qualquer homem no mundo – mas será capaz de deter o homem de São Petersburgo? Costurando com maestria a narrativa ficcional à colcha da História, mais uma vez Ken Follett fala sobre assuntos universais, como paixões perdidas e reencontradas, amores e traições, ao mesmo tempo que oferece uma visão precisa sobre os acontecimentos que mudaram o mundo para sempre.


  Quando você compra ou ganha livros, é automático que alguns você já queira ler imediatamente e aí acaba até mesmo abandonando alguma leitura atual, mas também existem aqueles que ficam esquecidos na estante e você se contorcendo toda vez que olha pra eles dizendo que serão os próximos. O homem de São Petersburgo foi pra mim a segunda opção, o que eu procrastinei antes de finalmente lê-lo não está escrito.

  Um dos motivos pra que eu tenha demorado tanto a fazer a leitura deste é que eu não gosto muito de cenários de guerra, que é a abordagem de Ken aqui. O enredo se desenvolve lá atrás, na iminência dá Primeira Guerra Mundial, mas a leitura me conquistou aos poucos pois não é só disso que o livro se trata. É muito mais que política. Foi uma viagem interessante no tempo, onde os costumes de época são discutidos no livro além de sermos presenteados com várias cenas de traição, ação e até mesmo romance.
  A narrativa do autor é surpreendentemente melhor do que eu esperava e os personagens se desenvolveram muito bem no decorrer todo da obra. Fui fisgada desde o início e rapidamente me senti envolvida na trama, porém o livro perdeu um pouco do ritmo após sua metade e algumas coisas foram se tornando previsíveis e clichês daí pro final. 
  Já cansei de dizer a mim mesma que não gosto muito de ler suspense, mas a quantidade de segredo que os personagens carregam me deixaram faminta por mais e portanto eu adorei a leitura, inclusive desejo me aventurar mais dentro do gênero. Não é um livro perfeito, claro, mas ótimo e eletrizante.  Eu indicaria á todos que gostam de um bom mistério! 

Nota:








6 comentários:

  1. Olá!
    Não conheço conhecia este livro, mas adorei a sua dica e já anotei para minhas próximas leituras. Adoro livros que falam sobre a segunda guerra, pois é um dos meus tipos de leitura favoritas. E mesmo sabendo que este que você citou não é somente sobre isso, eu quero lê-lo. Adoro um bom mistério também.
    Estou com tantos livros esquecidos em minha estante que não sei como fazer para lê-los.
    Um beijos
    Cássia Pires

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Já li um livro do Ken, e concordo. Ele tem essa capacidade de juntar politica, mistério e até um romance no meio (preciso concordar que ele é ótimo nisso). Não sabia que a trama tinha mistério, ficou mais interessante com isso.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaisa,
    eu nunca li nada do autor, mas ouço sempre falarem muito bem.
    Porém nunca tive tanta vontade de o ler, e essa obra menos ainda por também não gostar muito de cenários de guerra. mas fiquei feliz por saber que você gostou. BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nunca li nada do autor Ken Follett. Não que eu não goste do gênero, muito pelo contrário, apenas não dei a devida atenção pra ele. Acredito que está na hora de mudar isso. Gostei da proposta desse livro, e fico contente que tenha apreciado a leitura, mesmo não sendo seu gênero favorito, é bom sairmos um pouco da nossa zona de conforto. Tenho que fazer isso tbm.
    Abs
    Ni
    Cia doLeitor

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha lido nada do autor porque tinha receio de ser muito parado, mas resolvi fazer uma experiência com esse livro e acabei adorando! Gosto muito desse período histórico das guerras mundiais e esse foi um atrativo a mais para mim. Acho que gostei muito mais do que você, me surpreendi e até achei algumas coisas brilhantes.

    ResponderExcluir
  6. Oie
    nunca cheguei a ler algo do autor pois não são gêneros que me chamam a atenção mas esse livro chega um pouco mais próximo, parece ser muito legal, parabéns pela resenha

    beijso
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.