30 poucos anos e uma máquina do tempo de Mo Daviau

 Título: 30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo
Autor: Mo Daviau
Editora: Fábrica231
Ano: 2017
Páginas: 304

Sinopse: Imagine poder viajar no tempo para assistir a qualquer grande show da história: os Beatles no Shea Stadium ou no telhado da Apple Records, o Nirvana em um bar minúsculo de Seattle ou Miles Davis no lendário clube Birdland. A norte-americana Mo Daviau transformou esse desejo em realidade no engenhoso 30 e poucos anos e uma máquina do tempo, uma espécie de cruzamento entre De volta para o futuro e Alta fidelidade protagonizado por Karl e Wayne, dois amigos de meia-idade que descobrem um meio de voltar no tempo para assistir a shows incríveis, e a ganhar dinheiro com o negócio. Tudo vai bem até que Wayne decide o óbvio: interferir no passado. Afinal, quem dispensaria a chance de reescrever uma ou outra linha da própria história? Movido a música e romance, 30 e poucos anos e uma máquina do tempo é uma espirituosa, e um tanto nostálgica, reflexão sobre sonhos, escolhas de vida e a passagem do tempo. Ponto forte: Com a inteligência irreverente de um Nick Hornby, a sinceridade bem-humorada de um Gary Shteyngart e o charme de um filme de John Cusack, o título é uma leitura perfeita para um público saudoso da juventude perdida, repleto de referências musicais.


   Não sei bem porque quis ler esselivro, acho que foi apenas aqueles lapsos de vontade que dá na gente ao ver umacapa sabe? Creio que foi basicamente isso que aconteceu, não me arrependo mas tenho umas coisinhas a escrever sobre ele...
   Karl Bender é um ex- guitarrista que um dia foi famoso, e agora nada mais é do que um dono de bar na amada Chicago. Karl vive seus dias solitários cuidando do bar, até que conhece Wayne DeMint outro homem infeliz por motivos do passado, assim como ele. Tudo começa a ficar louco quando Karl por acidente descobre um buraco de minhoca que o leva para o passado, sem saber exatamente o que fazer ele conta a Wayne, que acaba desenvolvendo um modo prático deles irem ao passado. Com o tempo ambos acabam tendo a ideia de usar a máquina do tempo pra vender shows antigos, o problema é que Wayne queria mais do que isso, e então resolve voltar ao passado pra salvar Lennon (sim o cara dos Beatles), e estaria tudo bem se a máquina não tivesse sido programada de forma errada e ele tivesse ido parar no ano errado...

   É tudo bem louco e confuso, mais do que imaginei que seria. Mas não é exatamente ruim, na verdade o livro intercala entre o bom e o “podia ser melhor”, ele requer bastante atenção de quem o lê, por estar sempre nessa mudança entre o presente, o passado e o futuro e sinceramente se você não prestar bem atenção pode acabar se perdendo e não entendo bem em que linha do tempo está. Karl é um personagem complicado – na verdade Wayne também haha mas vamos por parte, ele vive de suas lamurias, antes de encontrar a máquina e até em momentos após o ocorrido ele parece sempre trazer sua vida passada de músico à tona apenas pra se lembrar do que deu errado ou do que perdeu, tem cenas que o pessimismo do personagem é tão evidente que chega a ser cansativo. Wayne é aquele personagem que parece que só foi inserido pra fazer alguma merda gigantesca e dá abertura pra personagem que será par romântico de Karl haha – sei que fui rude mas realmente senti isso, e talvez por esse motivo achei Wayne complicado, porque basicamente ele foi um estepe, usado pra reforçar o lado negativo de Karl e ser abre alas pra Lena, sem muita profundidade em sem desenvolvimento pessoal. Lena Geduldig, a personagem maravilha haha, ela surge na história pra ajudar Karl a trazer Wayne de volta, e como ela faz isso? Sendo linda e usando seu conhecimento sobre astrofísica – sentiram o nível da maravilha?

   A questão agora é, gostei daleitura? Sim. Pelo simplesmente motivo de que apesar dos atos falhos, como o pouco foco em um desenvolvimento mais pesado dos personagens principais, olivro não coloca a personagem feminina como estepe ou apenas um par romântico,e isso sempre gera pontinhos a obra haha. Mas ele também tem muitas metáforas e filosofias de vida, bem ao estilo “reflita sobre isso”, e apesar de achar que a carga pessimista é bem grande, essas reflexões são boas e positivas de uma certa forma, é meio confuso eu sei, mas basicamente é assim que funciona. Eapesar dos pesares o livro dá ao leitor bons momentos de risadas, é leve ao seumodo mas com toda a certeza não é despretensioso.

"Letras de música são um tipo especial de poesia que toca direto em sua essência e o ajuda a sentir algo além de tristeza e fracasso. Letras de música me lembravam que eu talvez tivesse a sorte de me apaixonar novamente, um dia."

Nota:







31 comentários:

  1. Olá, ainda não conhecia esse livro mas ó por essa capa lindinha eu já leria. Que louco isso de voltar no tempo, a premissa é super interessante e mesmo com suas ressalvas eu fiquei com vontade de ler.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee

    Acho que já ouvi falar desse livro, não me é estranho.
    Gostei bastante da proposta dele, apesar de que se eu fosse voltar para o passado faria bem mais do que ir à shows de rock kkkk
    E essa ideia de salvar um cara cuja morte é lembrada depois de décadas? É lógico que vai alterar o futuro e dar merda, ne?
    Não sei se leria, porque até curto histórias sobre viagens no tempo, mas os protagonistas não me fisgaram por completo ainda.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. O título e a capa me chamaram atenção, eu ainda não conhecia o livro mas fiquei curiosa com ele. Lendo a sua resenha eu perdi um pouco do interesse, mas não parece ser uma leitura ruim, como você disse, ele tem seus pontos positivos também; só acho que não é uma leitura que me agradaria.

    ResponderExcluir
  4. Oi paac,
    Não conhecia o livro, a capa achei bem bonitinha no entanto a premissa não despertou meu interesse, ando correndo de livros confusos e por isso essa é uma dica que eu vou deixar passar, por enquanto.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Paac, tudo bem?

    Eu adorei a foto, ficou linda. Confesso que não conhecia o livro e após ler a resenha, eu vou te dizer, infelizmente a obra não despertou meu interesse, achei um pouco confuso. No momento agradeço a sua dica, mas vou deixar passar!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Quando vi os lançamentos da editora que me deparei com esse livro, achei a capa linda e só, se o pedisse, na parceria, seria apenas por esse motivo. A questão do tempo, presente, passado e futuro, não me incomodam numa narrativa, mas é o enredo mesmo que achei juvenil.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Achei bem interessante essa sinopse e suas considerações. Me pareceu ser uma grande aventura. E apesar de ler pouco sobre o gênero fiquei com vontade de apostar nesss leitura que até então não conhecia.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  8. Já conhecia o livro, mas ele não me interessou, e devo dizer que continuo com o desinteresse. É bom mesmo quando vemos uma personagem feminina sendo bem aproveitada, fora dos papeis tão convencionais que costumamos ver.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    A capa e o título são bem legais, não o leria por não ser tão fã de livros confusos, geralmente são leituras bem arrastadas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Parece um livro interessante! Amei a capa e as suas fotos ficaram incríveis, viu? Criatividade a todo vapor! rsrs Eu ví um filme essa semana com essa temática: "A máquina do tempo" e fiquei querendo ler ou ver mais coisas desse tipo porque fiquei encantada com a aventura louca do filme. kkk Gostei! Lerei!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwn muito Obrigada :) eu tento tirar boas fotos kkk

      Excluir
  11. Já me identifiquei com Karl, porque sou mega pessimista - mas tô tentando mudar.
    Eu nunca li nada com essa coisa de voltar para o passado e tudo mais, mas já vi resenhas de outros livros com essa temática e sempre fico curiosa, então com esse não foi diferente.

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia a obra , mas achei o título tão curioso! Rsrsrs Eu sou apaixonado por viagens no tempo, porém esse enredo não me convenceu muito. Espero que eu possa lê-lo e possa assim tirar minhas próprias conclusões sobre o livro. Achei um pouco confuso a questão de encontrar um buraco de minhoca assim e construir uma máquina do tempo. Daí me pergunto: esse livro se passa em um tempo futurístico ? Por que acredito que seja um tanto complicado viajar no tempo.... Enfim, você soube se expressar de forma bem clara sobre o ajudou no entendimento. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  13. Olá Paac,tudo bem?
    Nossa que livro fofo. Amei a premissa e só o titulo já me deixou curiosa. Adorei que aborda viajem no tempo, mas confesso que fiquei um tanto receosa com a falta de aprofundamento com alguns pontos, apesar de, assim como você, dar uns pontos extras por não tratar a personagem feminina como estepe.
    Dica anotada.
    Parabéns pelas resenhas e fotos. Ficaram lindas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Acho essa edição bem bonita, e sempre vejo esse livro no feed do insta, mas nunca tinha lido nenhuma resenha de fato. A premissa é boa, no entanto não atraiu minha atenção a ponto de desejar lê-lo, por isso deixo a dica passar.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá!!! Ainda não conhecia o livro. Sua resenha ficou muito boa, amei a criatividade com as fotos. A leitura parece ser leve e interessante. Vou anotar a indicação, bjo

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Nossa a premissa é uma coisa que me instigaria e muito. Ao saber que isso vai ocorrer para trazer Lennon de volta, é uma coisa que me interessa muito. Só que no momento que você levantou os pontos negativos, me questionei junto com você. Não gosto de livros ou leituras pessimista demais sem fundamento. Não sei se é o caso daqui, se não for, mas do que dica anotada. A obra em geral parece que vai me fascinar. Gostei bastante da sua resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.