O guardião invisível de Dolores Redondo

Título: O guardião invisível
Autora: Dolores Redondo
Série: Trilogia Baztán #1
Editora: Planeta Brasil
Ano: 2017
Páginas: 352

Sinopse: O corpo de uma adolescente é encontrado às margens do rio Baztán, num pequeno povoado em Navarra, na Espanha, e para desvendar o caso a investigadora Amaia Salazar precisa voltar à sua terra natal, uma região da qual sempre tentou escapar – por motivos que nem seu marido conhece, mas que ainda a atormentam na forma de pesadelos. Amaia sabe que o local, marcado pela inquisição espanhola, é cheio de velhas crenças pagãs. O que ela não imagina é que, com o avanço da investigação e a descoberta de novos corpos, a fronteira entre mitologia e a realidade ficará cada vez mais tênue. O desafio agora é descobrir se os crimes resultam da ação de um serial killer ou de uma criatura mítica conhecida como basajaun, o guardião invisível. Adaptado para o cinema em 2017, o romance O guardião invisível é um thriller impactante que une os misteriosos seres que habitam a mitologia basca com o rigor de uma investigação policial. Foi com este romance que a escritora Dolores Redondo se tornou best-seller internacional.


   Eu iniciei essa leitura de uma forma bem pretensiosa, esperava bastante dela por causa da premissa, e quando vi estava apaixonada pela escrita da autora e pelo enredo do livro que supriu bem minhas expectativas.
   Amaia Salazar é uma investigadora que se vê diante de um crime horrível, adolescentes estão sendo mortas, em um pequeno povoado de Navarra, localizado na Espanha, e sendo deixadas nuas para a polícia encontra-las, e em meio a esses crimes cometidos por um serial killer, Amaia ainda terá que lidar com as mitologias do povo da região que acredita que os crimes são cometidos por basajaun, o guardião invisível e também problemas pessoais, agora que pra tudo ser resolvido ela deve voltar a sua terra natal, e isso traz à tona questões com as quais ela não quer lidar.

   Amaia é uma policial muito competente no que faz, e como personagem sua construção foi muito bem-feita, ela demonstra força e atitude, o que achei incrível, se levarmos em conta que ela é a personagem principal e isso traz uma imagem de força que muitas mulheres nessas áreas de trabalho tem, porém senti que algumas coisas nas tramas pessoais da personagem foram um tanto desnecessárias para a história em si, e considerei por ser o primeiro livro e a autora estar criando todo uma vida da personagem. Infelizmente eu senti falta de ênfase em outros personagens, pelo menos o suficiente pro livro não ser apenas, Amaia, o mistério e fim, porém nada que influencie na qualidade da obra.


    Uma das coisas mais interessantes da obra é a mitologia por trazer as crenças daquele povo, não sei ao certo se são reais mesmo do povo Espanhol, mas na obra isso ficou bem interessante, essa mistura do romance policial com um quê de sobrenatural de uma mitologia até então pouco conhecida e inovadora em obras literárias, confesso ter ficado super curiosa pra saber mais sobre o tema. Dolores criou uma trama bem instigante e complexa, com um mistério que me manteve curiosa até ser resolvido e que me surpreendeu, porém como nem tudo são flores eu senti que a autora tentou enrolar um pouco no início da obra, as falas que podiam ser as partes mais dinâmicas acabaram sendo meio lentas e dando mais a impressão de enrolação do que de conteúdo pertinente a trama do livro.

    O Guardião Invisível é um livro bem escrito, instigante e com um desfecho mais do que satisfatório, a obra cumpre a premissa que propõe e proporciona ao leitor uma leitura de qualidade de um romance policial de qualidade.

Nota:








Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.