Insurgente de Veronica Roth


Título: Insurgente
Autora: Veronica Roth 
Editora: Rocco
Ano: 2013
Páginas: 512
Adicione: Skoob


Sinopse: Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama - e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.
Olá pessoal, tudo bem? Hoje trago a vocês a resenha da continuação de Divergente. Insurgente, segundo livro da trilogia distópica escrita por Veronica Roth, nos mostra o quanto os personagens evoluíram, principalmente a personagem principal, Beatrice Prior mais conhecida como Tris.
Neste livro vemos Tris totalmente fragilizada e atormentada pela morte de seus pais e seu amigo Will. Após o incidente ocorrido em Divergente, Tris e seus amigos foram em busca de refúgio na Amizade.

A fragilidade de Tris as vezes me deixava muito irritado, fiquei com vontade em diversas vezes de dar uns tapas nessa garota (kkk). Neste livro há muito ação que não consigo reorganizar as minhas ideias. Já li o terceiro, e ele tem muito mais ação do que todos os dois primeiros juntos.

Todos os fatos inacabados de Divergente são explicados em Insurgente (para nossa alegria!). Mas eu poderia resumir o livro todo em apenas algumas palavras: Fuga. Morte. Fuga de novo. Mortes e mais mortes. Corre negada que lá vem a polícia (brincadeira). E mais fugas e mortes.

O sistema de fações fica totalmente abalado, ninguém se sente mais seguro, todos estão com medo e decidindo em qual lado ficar. Algumas partes no livro acabam ficando bastante repetitivas, porém, Veronica tem uma escrita muito boa, faz com que cada leitor fique viciado do começo até o fim. Mesmo com uma imensa vontade de bater muito na Tris por causa das frescuras dela, fui em frente na leitura até terminar.

Como em Divergente, vários fatos inacabados ficam no final de Insurgente. Por isso deixo uma dica para quem pretende ler a trilogia: É bom comprar os três livros juntos, pois assim que terminar de ler um vai ficar extremamente ansioso para ler o próximo.
Há uma parte do livro onde houve uma traição de um personagem bem próximo de Tris que achei uma jogada de mestre. Foi uma jogada de mestre mas que também soou meio que forçado por parte da autora, mas eu nunca esperaria disso "daquele" personagem. Fiquei de queixo caído para ser mais exato.

O que achei: Gostei muito do livro, a leitura foi satisfatória e minha admiração pela autora continua, até mesmo depois de ler Convergente. Recomendo a leitura para antes do filme que já está bem pertinho. Livro é repleto de ação, drama, diálogos bem construídos, personagens com personalidade bem fortes, tudo que um bom livro merece ter e ser lido.

Se você já leu Insurgente, deixe um comentário dizendo sobre o que achou, adoraria saber isso de vocês. Até mais.
Nota:

Um comentário:

  1. Eu quero muito ler esse livro!!
    Qual quer dia desse vou comprar ele!!
    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.