O Manual da Garota Geek de Sam Maggs

Título: O manual da garota geek
Autoras: Sam Maggs
Editora: Única
Ano: 2015
Páginas: 192
Adicione: Skoob 



Sinopse: O Manual da Garota Geek - Fica a dica, mundo: nada é mais legal do que ser uma garota geek O manual da garota geek é o guia especial de tudo aquilo que nos faz incrível: nossas paixões. Embora o restante da humanidade acredite que as geeks são pessoas muito estranhas, a verdade é que apenas amamos e nos envolvemos demais com as melhores coisas da vida. Não importa o que você ame – quadrinhos, seriados de ficção científica, literatura juvenil –, se acabou de chegar ou se adora há anos, para ser uma garota geek o importante é amar com intensidade. Desde aprender a iniciar um blog legal sobre seus hobbies, planejar o próximo cosplay, organizar um evento geek ou simplesmente entender que tipo de nerd você é, este livro está aqui para ajudá-la. Encontre aqui tudo o que você precisa para que sua nerdice seja longa e próspera!

  Um livro em que toda garota geek/nerd encontra um pedacinho de si!

  Como boa geek/nerd sempre senti falta de um livro que falasse um pouco desse mundo, já que tudo que sabemos sobre isso é apenas o aprendido com amigos ou amigos de amigos que também fazem parte. 

   O livro conta de tudo um pouco, os fandoms, as convenções, sites para as garotas geeks novatas e também as mais experientes, dá dicas de como converter suas amigas e etc. O livro teve dois pontos que me surpreenderam bastante o primeiro é que apesar de se dizer um manual eu imaginei algo meio auto ajuda  — parte da culpa foi por causa da análise precipitada que fiz da introdução do livro, porém apesar de reforçar que nós geeks não devemos ter vergonha do que somos e gostamos pois existem várias garotas com os mesmos gostos por ai e muitas delas transformaram isso em algo produtivo e profissional, um exemplo citado no livro é a autora Erin Morgenstern ( O circo da noite), o intuito de Sam Maggs é mostrar aos leitores um pouco desse mundo Geek/Nerd que até então era muito criticado e excluído pelos outros.


   O segundo ponto é algo um pouco mais complicado mas que foi o motivo do livro agora ser um dos meus favoritos, a autora levantou a bandeira do feminismo o que na minha opinião é raro ver em livros cujo o foco é o público jovem, já que é um assunto que muitos acham chato, porém é realmente importante entrar nesse foco porque garotas geeks sofrem muito preconceito por parte dos garotos desse mesmo universo (no livro a autora cita alguns desses preconceitos) um bom exemplo são as garotas  gamers (garotas que jogam jogos de console, pc e etc) que estão cansadas de serem ofendidas e chamadas de mentirosas porque alguns garotos cismam que se ela joga bem só pode ser homem — acreditem a sensação não é boa já passei por isso. Levantando esse assunto Maggs  explicou a importância do feminismo para as garotas geeks, deu exemplos de personagens que representam bem o movimento deu dicas de como usar isso no seu dia-a-dia e desmistificou alguns pré-conceitos sobre assunto.


   O livro tem 190 páginas e 4 capítulos que vão se intercalando entre os assuntos tratados e entrevistas com garotas geeks que tornaram de seu prazer uma profissão, a edição feita pela editora ficou muito bem feita, a capa é linda as ilustrações bem feitas, no começo não gostei muito da diagramação porque achei a letra meio pequena mas após iniciar a leitura não senti nenhum incomodo relacionado a isso. Sam Maggs conseguiu trazer a leitora várias coisas sobre o mundo geek com que ela pudesse se identificar sem deixar monótono e apesar do livro ser O manual da garota geek os garotos não só podem como devem ler ele.

Nota:

27 comentários:

  1. Olá!
    Eu preciso desse livro pra ontem! Algum tempo atrás, eu li o Geek Love e confesso que me decepcionei muito. O autor, usando frases como 'sabemos que garotas também gostam', me pareceu muito machista em só falar dos homens, que eles são melhores em tudo na vida nerd, enquanto as garotas se consideram gamers apenas por jogarem The Sims. Peguei raiva do autor desde então. Quero um livro que fale que também podemos gostar e ser tão boas quanto os homens em determinada área. Adorei sua resenha.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então esse é o livro pra você Julia, o bom do manual porque ele é TODO focado nas garotas e fala bastante desse questão de homens querendo nos inferiorizar, o livro me surpreendeu bastante.

      Excluir
  2. Oii flor, quanto tempo haha *--*
    Não preciso dizer que amei esse livro né, parece que foi feito pra mim, amei todas as dicas, até comecei assistir Doctor Who por causa disso, as fotos ficaram bonitas *-*
    Beijos
    www.doceliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Amanda,bastante tempo né kk *-*
      Achei o livro incrivel, sentia falta de algo que falasse de nós garotas geeks, desde leitoras a gamers entre outras e esse foi perfeito nesse assunto.

      Excluir
  3. Oi, flor!
    Que interessante! Eu achei o livro belíssimo quando o bisbilhotei na livraria, mas confesso que não é o meu tipo de leitura. Acho bacana, mas evito qualquer estereótipo. Sou o tipo de "geek" que aprecia ficção científica, admira Asimov, Douglas Adams e P. Dick, mas nunca assistiu (e nem assistirá) O Senhor dos Anéis ou Guerra dos Tronos. Tentei achar graça em Doctor Who, mas não gostei. E nem por isso não faço parte dessa tribo. Sei lá, acho complicado escrever um livro cheio de conhecimentos que supostamente "todo geek deve gostar/saber". Até mesmo conceitos como feminismo ou machismo, para mim, são muito extremistas. Não é o meu tipo de livro, mas acho bacana que alcance e agrade leitores que procuram por isso.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interessante do mundo geek/nerd é que ele é bem amplo, acho que o feminismo tratado no livro se encaixa bem porque muitas garotas sofrem com o preconceito principalmente dos garotos e o foco da autora foi justamente esse.

      Excluir
  4. Oi Paac!
    Nossa, não conhecia esse livro ainda mas ele me pareceu incrível!
    Com certeza vai entrar para a minha lista de desejados. Adorei!
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Paac, tudo bem?
    Não conhecia esse livro ainda, mas estou apaixonada pela capa dele, que linda!
    Apesar de o livro ser curtinho e deve dar pra ler rapidinho eu não me interessei muito por ele, não sei se me agradaria da leitura.
    Bacana a autora levantar a bandeira do feminismo! :).

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa dele é realmente muito amor kkk <3

      Excluir
  6. Olá
    Não conhecia esse livro mas já gostei pela autora levantar a bandeira feminista nele
    As ilustrações são bem legais tbm.
    Não leio esse tipo de leitura mas sua resenha me fez repensar e querer ler.

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Muito legal a ideia desse livro. Apesar de não me considerar uma garota geek... só um pouquinho, acho esse universo muito interessante, e que antes era visto com estranheza, mas hoje até tem um certo chame. Sheldon Cooper que o diga kkkkk. Adorei conhecer o livro. Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sheldon é aquele tipico nerd que é tão inteligente que é engraçado kkkkkk

      Excluir
  8. OI Paac!!
    Eu já sofri muito porque vários amigos não acreditam que eu jogue video game e goste de jogos de tiro e morte e guerra.... Povo acha que mulher tem que ficar quieta fazendo a unha enquanto os meninos se divertem matando os zumbis, no way, me dá que eu quero matar também ahhahaha
    Adorei o livro, discutir o feminismo é muito importante, tem muitas meninas por ai que nem sabem o que significa U_U Adorei conhecer o livro, vou dar uma olhadinha nele quando for na livraria!
    Beijos

    LuMartinho |Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lu, achei bem bacana essa parte, realmente muitas não sabem o que é ou como realmente funciona e não imagina o quanto isso pode ajudar nesses momentos de 'você é menina não pode', também sou dessas, quando perguntam já digo eu jogo sim e não sou suporte eu sou a que vai lá e mata kkkk.

      Excluir
  9. Oieee!!
    Eu fiquei com muita vontade de ter esse livro, mas ai meu pai me mandou escolher entre esse ou o da Carina Rissi... acho que você já sabe qual escolhi né? Eu não tinha visto uma resenha tão boa referente a esse livro como a sua, normalmente as meninas acham que vão ler uma história sabe? De uma menina, que passa por algumas coisas pro ser Geek, mas elas não sabem que as leitoras são a menina.
    Com certeza agora eu deixo de enrolação e compro ele
    Bjs
    http://teoremasdamimosa.blogspot.com.br/2015/05/resenha-redencao-de-um-cafajeste.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Luanna, o intuito é realmente ser um manual e isso foi cumprido perfeitamente pela autora, ela trouxe várias dicas bem legais, entrevistas com geeks de sucesso e etc e isso me cativou muito.

      Excluir
  10. Olá; gostei muuuito da sua resenha, amei as fotos.
    Não me considero geek, mas fiquei com muita vontade de solicitar esse livro quando vi entre os lançamentos. Parece bem interessante e fiquei com ainda mais vontade de lê-lo.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Tenho muita curiosidade de ler esse livro e assim que tiver oportunidade de lê-lo, farei.
    Acho a premissa bastante interessante tendo em vista que é volto para nós mulheres.
    Já senti na pele o que você citou sobre o fato de "se joga bem, é homem", eu costumava jogar um jogo online e essa era a frase preferida dos machões. rs
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece até geral né? Joga bem é homem e fim, leia é sempre bom ter algo voltado a nós mulheres ainda mais em se tratando do mundo geek.

      Excluir
  12. Olha eu ainda não tive tanta curiosidade de ler esse livro, mas achei
    bastante interessante tudo que você falou dele. Adorei a imagem da mulher levantando a bandeira.
    Muito legal. E o livro tem uma capa encantadora. Sério, eu acho que se eu ver na livraria eu vou comprar para poder conhecer um pouco desse mundo. Eu super amei sua resenha. Até porque você se expressou muito bem. Amei mesmo

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-para-todos-os-garotos-que-ja.html

    ResponderExcluir
  13. GENTEEE QUE MAXIMO! QUERO!
    Achei super legal e já quis agarrar o livro quando c disse que ela levanta a bandeira do feminismo, adoro quando as autoras tem essa coragem! No mundo Geek realmente rola MUUUUITO sexismo e os garotos acham que estão no seu direito, lembro a sofrencia que era quando eu jogava LOL!
    Você me deixou com uma vontade louca de ler! SEEN OOOOR!!!!

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina sofro isso no LOL quase sempre que jogo, isso quando não me dizia que eu tinha que ser suporte u.u pode isso? kkkk pois compre leia vale MUITO a pena.

      Excluir
  14. Oiii! *-*
    Eu achei demais quando vi o lançamento, sempre penso em algo meio autoajuda também, mas os últimos que li da editora do gênero foram bem diferentes e divertidos. Por isso quero ler esse.
    Adorei a edição, está linda!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Paac!
    Eu amei sua resenha! Vi esse livro nos lançamentos da Única, mas a primeira vista ele não tinha chamado muito minha atenção, agora fiquei com muita vontade de ler. Acho super interessante livros com essa temática tenho até um na estante sobre o mesmo tema e quero ler em breve. Assim que der vou incluir esse também nas próximas leituras! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  16. Olá! Achei o livro mundo interessante, eu já ouvir dizer muito sobre esse livro e teve um também, que foi lançamento da NC, que trata o mesmo assunto, "O Mundo Geek/Nerd"... Bom, sua resenha está muito bem escrita e desenvolvida! ;)

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bom?
    Esse livro já está na minha lista de desejados. Eu li Geek Love e esse livro tem uma pegada parecida que me agrada muito. A diagramação é incrível e a capa sensacional.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá! Pelo que notei da sua resenha o livro é bem diversificado, trata de vários assuntos. Não é o tipo de gênero que me atraia, só pela capa e sinopse eu não leria, mas sua resenha me fez pensar a respeito. =D

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.