Seraf e os artefatos místicos - Controlador de Mentes de Gabriel Edgar

Título: Seraf e os artefatos místicos - Controlador de Mentes
Autor: Gabriel Edgar
Editora: Giostri
Páginas: 146
Onde Comprar: Site
Redes: Página do Livro | Página do Autor | Canal

Sinopse: Há muitos anos atrás, em um lugar conhecido com Terra Próspera, ocorria uma guerra tão sangrenta como nunca vista antes. De lados opostos guerreavam o rei Mark e Spardian, o insurgente. Vencido, exilou-se para não ser morto, esperando e maquinando o momento certo para atacar em uma nova conspiração contra o Rei. Mas tudo pode tomar rumos incertos por causa de um rapaz: seu nome é Seraf. Ele é um rapaz obstinado e corajoso que perdeu a mãe muito cedo, por isso viveu apenas com o pai, com quem tinha uma boa relação. Quando completa 15 anos chega o momento em que  Seraf deve escolher qual caminho seguirá em sua vida, e sua opção, claro, é a de ser um Monge Guerreiro. Para tanto, será treinado na arte da guerra e aprenderá a defender a si  e as pessoas a quem ama, tornando seu corpo uma arma, e sua mente um escudo.

Seraf é um garoto de 15 anos  que perdeu a mãe quando menor e foi criado pelo pai, em uma noite eles descobrem um corpo com um bilhete na floresta e a partir desse dia muitas coisas mudam em sua vida. Ele decide  se tornar aprendiz de monge, e é treinando por Hako, o monge mestre da pequena província de Rudgart, porém no inicio de seu treinamento ele descobre que o mago Spardian ( antigo inimigo de Mark, O rei) está criando um enorme exército para matar o rei e dominar todo o reino.

Você destrói os laços entre família, e a única ordem que você dá é a de destruir. Para você nada se constrói: tudo se destrói. 
Seraf é um livro curto, a leitura é bem rápida, a diagramação do livro é simples amei o detalhe da capa em que podemos ver bem como é o personagem principal. O Gabriel escreve muito bem e gostei do fato de sua escrita não ser exagerada e nem cheia de informações desnecessárias.
É interessante pois o livro tem todo um jeito de RPG, a cada cena que lia me lembrava de um pouco dos RPG’s que joguei, adorei a ousadia do autor em trazer personagens diferentes, e em um universo com animais e magias diferentes do que havia lido em outros livros. Também gostei de como os personagens foram bem construídos apesar do pouco que sabemos de suas vidas e histórias pessoais e apesar de ser o primeiro livro sinto que o fato de não sabermos tudo inicialmente não tornou a leitura menos prazerosa, temos o suficiente de cada personagem pra nos apegarmos um pouco a cada um deles. Espero que no próximo saibamos mais sobre a Kathrina, o Monge Hako (apesar de alguns acontecimentos) e até mesmo mais sobre o passado de Seraf.

- Para longe! Afast-se de mim! – continuo shamnit.- Ela não irá te escutar, agora é dona de si. Ninguém mais a controla.

Eu sou fã de fantasias, e gostei de ver no livro elementos de jogos e uma originalidade que ainda não tinha visto em livros do gênero, isso tornou a leitura ainda melhor e indico o livro para quem gostar de ler um livro cheio de magia e ação.

Nota:


20 comentários:

  1. Quero entrar nessa vibe de fantasia e acho que esse livro seria uma boa escolha
    Adorei a resenha
    Beijos
    http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Paac que livro fantástico!!! eu ainda não conhecia mas fiquei bem animada com ele, nunca li nenhum livro com essa pegada deRPG, fiquei curiosa

    ResponderExcluir
  3. Paackinha amor, não conhecia o livro, mas super curti a proposta dele.
    Essa capa me lembrou o jogo LOL, ADOGOOOOOO
    tenho experiências muito boas com livros nesse estilo RPG.
    A Fonte dos livros da Giostri são bem pequenas né?
    Mesmo assim eu leria a obra sim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente lembra um pouco do LOL kkk bem pouco mas lembra.

      Excluir
  4. Oi! Tudo bem?!

    Como você deve saber, também sou parceira do autor. Eu amo fantasia, então, estava super ansiosa por essa leitura! Mas, infelizmente, tenho muita coisa pra ler e não ia dar conta. Então, passei pra minha resenhista ler. Achei bem legal o livro te lembrar RPG. A única coisa que acho meio estranho no livro é ter tão poucas páginas, já que é fantasia e o gênero demanda uma descrição de eventos e personagens muito longa, o que acaba consequentemente demandando muitas páginas.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo seus pontos, também estranhei mas levando em conta que tem continuação não fica tão estranho.

      Excluir
  5. Oi Paac, eu amei a sua resenha, porém o livro não chamou minha atenção pois não sou muito fã de fantasias, achei ele bem original. Eu não leria no momento, mas quem sabe mais para frente posso dar uma chance a ele :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  6. Paac, eu já adoro uma boa fantasia e com essa pegada de rpg fiquei ainda mais encantada pela história e curiosa para ler.
    Quero muito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  7. A premissa do livro me lembrou um pouco O Desafio de Ferro, fantasia de Holly Black e Cassandra Clare. Fiquei bastante interessada na leitura, parece ser bem gostosinho de ler. Bom saber que é uma leitura rápida :)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, se gostou do desafio de ferro capaz de gostar de seraf.

      Excluir
  8. Oi!
    Adoro fantasia e RPG, e isso tudo ainda misturado num livro...sem palavras, tenho certeza de que iria adorar esse livro.
    Adorei a resenha!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Opa pegada de RPG? Fantasia?
    Já me agradou e muito, ainda mais tu contando sobre o livro, espero lê-lo em breve.
    O autor está aberto a parcerias?
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu nunca tinha ouvido falar sobre esse livro e embora ele tenha te agradado e tenha uma premissa bacana, eu dispenso por enquanto.

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.