Cultive: Livros Nacionais e sua desvalorização


   Em um desses dias, em que acabo me perdendo em vários pensamentos enquanto converso com alguém, acabei me questionando sobre o preconceito que eu tinha com a literatura brasileira e percebi que não era só comigo. E o pior é que a sua dimensão é bem maior do que imaginamos. 

  A literatura brasileira vem a bom tempo sendo desvalorizada, é certo que sempre houve aquela parcela da população que não só gosta, mas também divulga obras incríveis escritas por autores brasileiros ainda mais incríveis, mas parando pra pensar, notei que a maioria dos jovens não dá todo o valor que as obras merecem e muitas vezes o motivo disso pode vir do ensino escolar. Lembro que na minha época de Ensino Médio, os professores tentavam nos fazer ler livros como Dom Casmurro com o intuito de nos ajudar a ter uma melhor base para os vestibulares, mas confesso que apesar de ter prazer em ler, essas obras, até então difíceis, acabaram me trazendo certo terror, com o tempo aprendi a gostar e valorizar sua influência, mas como nem todos somos iguais, conheci alguns que odiaram aquela história com palavras tão difíceis e desconhecidas que remetiam uma história de uma época ainda mais antiga e para alguns confusa.

   Talvez o grande problema de toda essa desvalorização e pré-conceito é que muitos acham que todas as obras escritas por autores nacionais ainda são como Dom Casmurro, ainda são difíceis e com uma temática confusa sem nenhuma magia ou ficção que esteja mais para Senhor dos Anéis e menos ‘Será que Capitu traiu bentinho?’. Longe de mim questionar e dizer que essas obras são ruins, pelo contrário, acho que são de extrema importância ainda mais por todo o conceito histórico envolvido nelas, porém iniciar jovens com uma leitura tão complicada e uma linguagem diferente de seus costumes só os torna ainda mais aversivos a essa e quem sabe outras leituras. Talvez uma boa solução seja incentivar a leitura de um nacional que tenha mais do gosto do leitor, acostuma-lo a uma leitura mais simples, mostrar que nossos autores são bons e diferentes da primeira impressão que tiveram anteriormente, talvez mais divulgação do que é nosso, talvez mais incentivo de quem está próximo, sei que ainda são tentativas e ideias de longo prazo, mas, ainda sim, são tentativas e ainda sim, são positivas.





26 comentários:

  1. Oii, tudo bem?
    há alguns anos atrás eu tinha preconceito com o clássico e com a literatura brasileira, até que comecei ler os livros da Bruna Vieira e Paula Pimenta, minha mente abriu que comecei a dar chance para os autores brasileiros, com as minhas aulas de português aprendi muito com autores clássicos, o quando foram importantes os livros, já tentei ler muitos clássicos que não conseguia ir diante porque a escrita é diferente. Belo texto!
    Beijos
    www.mandyline.com

    ResponderExcluir
  2. Pra mim nada supera um bom clássico nacional, sempre tive esse pensamento na cabeça. Seu texto foi uma ótima reflexão para abrir mentes sobre o caso, parabéns!

    Seguindo seu blog <3

    http://comum-dois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Paac, tudo bem?
    Na época da escola eu me lembro que tinha que ler alguns clássicos nacionais como todo mundo, já teve e me lembro que gostei muito de alguns, já de outros eu odiei, por terem uma linguagem muito difícil.
    Mas graças a boas leituras nacionais que fiz na época é que eu criei esse hábito maravilhoso de ler.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amém kkkk, isso é bom, no seu caso teve final feliz.

      Excluir
  4. Com certeza a razão é essa. Até é razão de muitas pessoas não desenvolverem o prazer da leitura. Pois acham que vai ser maçante e complicado. Coisa que brasileiro não gosta, haha. Admito que eu peguei trauma na escola mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, quem não pegou né? ler algo forçado e notar que é complicado.

      Excluir
  5. Oi Paac,
    Hoje em dia eu não concordo com o termo "Desvalorização" para livros nacionais, pelo contrário venho percebendo que os livros nacionais tem sido bem mais valorizados de cerca de uns 4 anos pra cá e isso se deve em muito aos blogueiros.
    É lógico que ainda existe muito preconceito, muita coisa deve ser mudada, mas já houve um grande passo...
    Porém não acredito que o preconceito de muitos leitores seja por achar que vai encontrar o teor dos clássicos nas obras contemporâneas, Quem dera fosse isso.
    E sinceramente se há esse tipo de leitor, declaro aqui que tenho repulsa dele.
    Acredito que o preconceito possa vir de más experiencias, eu particularmente tive várias dessas, me deparar com livros vazios, mal escritos, mal revisados, as vezes assusta mesmo. Porém acredito que esse preconceito vem do fato de que grande parte dos Brasileiros, gosta mesmo é de pagar pau pra gringo. E sobre esses acredito que não haja muito o que se fazer, a não ser educar nossas crianças pra não se tornarem iguais a eles.
    Então é isso, Avante sempre e um dia conseguiremos desconstruir isso completamente.

    Mas, no momento não concordo com essa ideia de desvalorização, acho que estamos no caminho contrário, porém existem leitores e leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, nossa literatura já foi mais 'desvalorizada' ou 'odiada' pelos leitores mais jovens, e graças aos blogueiros e vlogueiros isso vem mudando bastante mas ainda sim não é o suficiente.

      Excluir
  6. A cada dia eu percebo que os livros nacionais estão sendo mais valorizados, isso me deixa muito feliz, pois a 2 anos atrás quando criei meu blog isso era totalmente diferente.
    Hoje venho percebendo, que a nossa literatura está quebrando muitas barreiras.
    Beijos

    http://myself-here1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa literatura ta crescendo, e isso se deve muito a gente, e espero que cresça cada vez mais.

      Excluir
  7. Oi Paac!
    Adorei seu texto e essa discussão é uma que vira e mexe estou tendo com alguém que não gosta de nacionais. Por sorte cheguei aos clássicos por conta própria e gostei mas por um bom tempo cheguei a pensar que não publicavam mais bons livros no Brasil, ainda bem que estava super enganada. Também sou da opinião que jogar um Dom Casmurro e similares nas mãos de adolescentes ou de alguém que já tenha um pé atras com nossa literatura possa ser negativo, dificilmente alguém vai se apaixonar por leitura se ler um clássico logo de cara. Minha felicidade é saber que produzimos uma variedade maravilhosa de livros nacionais, agora é torcer para que sejam utilizados em sala de aula, divulgados e reconhecidos.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  8. Seu texto está incrível! Confesso que sou uma das pessoas que tem uma "aversão" a livros nacionais. Li sim, livros brasileiros. Mas se olhar, de 40 livros, 4 ou 5 são brasileiros. Quero aumentar esse número. E acho que, em parte, é influência da sociedade. Não acho legal ler por obrigação, pois mesmo que seja um livro ótimo, para quem está lendo não é, justamente por não ser uma leitura escolhida.
    A única coisa que posso ressaltar é que, se pararmos para pensar, o acesso a livros estrangeiros é muito mais fácil: nas livrarias, os preços são bem menores; nas bibliotecas, na maioria das vezes só encontramos clássicos com a linguagem "difícil".
    Concordo muito com você, e acho que devemos espalhar e valorizar cada vez mais nossas obras, para que se torne algo prazeroso para jovens e adultos.
    Bjs
    Coisinhas Aleatórias

    ResponderExcluir
  9. Oi Paac, tudo bem?
    Esse é um assunto que com certeza deve ser sempre abordado, eu tinha um enorme preconceito com os novos autores nacionais, e sempre amei Machado de assis, José de Alencar, entre outros, e meu medo era que não fossem tão bons quanto, mas comecei a conhecer novos autores e me apaixonar, hoje metade das minhas leituras são de nacionais, quando não mais da metade.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria sempre teve e ainda tem esse preconceito, e isso é uma pena.

      Excluir
  10. Olá Pacc! Esse é um bom assunto a ser abordado, sob meu ponto de vista acho que um dos maiores problemas dessa fase é que pouco possuem o exemplo dentro de casa, aquela coisa dos pais introduzirem e mostrar que aquilo não é algo massante. Outro também é a introdução por um meio "obrigatório" você vai ter que ler dentro daquele prazo, fazer a prova que vai valer nota. No meu colégio sempre nos deixaram escolher, claro dentro de um número X de obras, mas já era alguma coisa, quem gostava e se sentia na obrigação optava por ler a mais (confesso que fazia parte desse último e ainda pedia alguma coisa a mais rsrs...)

    umreinomuitodistante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, aqui no brasil poucos pais incentivam os filhos a lerem.

      Excluir
  11. Oi, Paac!
    Eu nunca tive tanta dificuldade com os clássicos porque comecei a lê-los bem cedo, só conhecia eles e mesmo tendo uma linguagem mais complicada era a opção que eu conhecia de leitura. Depois que criei o blog conheci a nova literatura nacional e me apaixonei por ela; hoje adoro incentivar e apoiar a nossa literatura que está em uma ótima fase de renovação e crescimento. Estou adorando essa explosão de novos autores! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa explosão é bem positiva pra relação que a maioria tem com nossos nacionais.

      Excluir
  12. Olá, realmente algumas pessoas tem mesmo preconceito com livros nacionais, mas acho que toda iniciativa e todo debate é válido quando queremos estimular a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, por isso eu quis discutir um pouco sobre isso.

      Excluir
  13. Olaá´
    Muito legal o texto, eu particularmente adoro livros nacionais, desde que comecei o blog, passei ler a muito mais deles e fiquei mais acostumada e aliás inciei a vida de leitura graças a um autor nacional

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, nossos autores são muito bons e é uma pena tanta desvalorização.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.