Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática de Thalita Rebouças

Título: Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática
Autora: Thalita Rebouças
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Skoob: Adicione
Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.
O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.

    Nunca li nada da Thalita, conhecia a autora por nome mas nunca tive muito interesse em ler nenhuma de suas obras, PORÉM devo confessar que ela realmente tem o dom de escrever pra adolescentes, ler esse livro foi como se eu estivesse de novo no ensino fundamental conversando com as minhas amigas, e de uma certa forma isso foi bom.
   Tetê é uma adolescente solitária, que depois de sofrer bullying em sua antiga escola por causa de uma paixonite, se afundou ainda mais em si mesma, na sua solidão e no amor por cozinhar. Ela mora com os pais, os avós e o bisavô num apartamento em Copacabana, o pai perdeu o emprego e todos se mudaram para a casa dos avós, ela teve que reaprender a conviver com eles sempre cuidando e ditando sua vida, a taxando de "anormal" e pra piorar vai começar o ensino médio num colégio novo, onde não conhece ninguém.
   Thalita como eu disse no início da resenha, tem o dom da escrita adolescente, logo no início do livro, quando li algumas gírias eu me perguntei — Mais ein? E sim eu fiquei meio perdida porque com as leituras da faculdade, os livros de fantasias e etc que são o gênero que eu gosto não tem esse tipo de linguagem, foi até meio confuso haha, mas foi justamente esse choque de algo novo mas tão cotidiano que tornou essa leitura muito prazerosa. É engraçado porque apesar de trazer o tema BULLYING eu acho que o livro da Thalita vai um pouco além disso, Tetê sofre com essa agressão, mas com o passar de seus dias na nova escola, ela vai se redescobrindo, se aceitando um pouco, achando colegas e amigos que também sofrem com isso e se torna uma adolescente mais livre dessas amarras, Tetê vai superando os problemas familiares e encontrando apoio no Psiquiatra e nos novos amigos.
   Confissões de uma garota excluída, mal amada e (um pouco) dramática não foi um título que de inicio me agradou, achei um pouco machista, e ainda acho, mas de certa compreendi o que a autora quis dizer com ele, poderia ser melhor? Até podia, mas ai que está, a adolescência é uma fase complexa, quando crescemos a maioria das coisas que vivemos lá não são tão grandes, mas enquanto somos adolescentes tudo tem proporções maiores, tudo é sempre dramático demais. A Autora acertou em cheio nesse livro, é leve e descontraído, quase como conversar com Tetê e reviver junto com ela todos os dramas da adolescência.

Nota:


11 comentários:

  1. Oi, como vai?

    Conheço a Thalita e seu excelente trabalho, quanto ao livro, só tomei conhecimento dele dias anteriores. Como ainda não li não posso opinar, mas, você esta certíssima, o adolescente vê e sente tudo de uma forma bem diferente do adulto. Gosto de ler sobre o mundo adolescente, por isso quero muito ler o livro. Obrigada pela dica!

    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥

    ResponderExcluir
  2. Ei, Paac!
    Também só conheço a Thalita de nome e eventos, nunca li nada, justamente por saber que a literatura dela é mais voltada ao público juvenil. Achi o título do livro inusitado e tb um pouco exagerado, mas como vc mesma lembrou bem, na adolescência somos muito exagerados! Mas vejo que mesmo assim, gostou do livro! ;)
    beijo!

    ResponderExcluir
  3. Paac, nunca li nada da Thalita, mas fiquei com um feeling a respeito desse livro! Achei tudo nele lindo! :)

    ResponderExcluir
  4. Oiii Paac, tudo bem?
    Eu nunca li nada dessa autora e confesso que tenha um grande curiosidade, diante de tantos comentários positivos a respeito dela, referente a essa obra leria com toda certeza, achei ele lindo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Paac! Eu também conhecia a autora apenas pelo nome, ainda não tive a oportunidade de ler os livros dela, mas quando me surgiu uma oportunidade de pedir para a editora, fiquei refletindo bastante qual eu iria solicitar, mas agora que vi que você solicitou e vi como é o livro por dentro, fiquei triste por não ter pedido, pois amei ... Não vejo a hora de comprar e ler.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Confesso que não solicitei esse livro justamente pelo título não ter sido tão atrativo e como você mesma disse parece um pouco machista. No entanto, essa é a primeira resenha que lembro da obra e fiquei até mesmo tentada a conhecer a história, entender um pouco o que se passa na cabeça da protagonista e como ela vai se redescobrindo. No momento, essa não é uma leitura que eu faria, mas futuramente quem sabe? Fico feliz que você tenha tido uma leitura agradável.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oioi!
    Adorei o titulo "Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática" hahah...gigante, mas acho que ja deu ideia do que podemos encontrar no livro hehe.
    Achei linda a arte e tudo mais, mas a historia nao é mto pra mim.
    É teen demais e que bom que a autora tem o dom pra escrever pra os jovens.
    Foi otimo ler a resenha, adorei o modo que falou do livro.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Sabe que também nunca li nada da autora? E tenho muita curiosidade, não li de preguiça mesmo, rs. Esse livro parece ser bem divertido e leve, apesar de tratar de um tema importante como bullying. Eu gosto bastante de livros juvenis, justamente por me tirarem dos textos pesados da faculdade, rs.É engraçado como na adolescência tudo é gigantesco, né? Os maiores dramas da vida, hahaha.
    Gostei de saber sua opinião sobre o livro e fiquei realmente interessada na obra. Espero curtir como você!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. oi ^^
    mana mesmo com a leitura que se um dia eu fizer eu acho que o título poderia não ser machista sabe? fiquei super decepcionada e por isso não embarquei na leitura.
    a capa até me chamou a atenção e a premissa é tranquila, acho que dava para ler de boas, mas o título me desagradou tanto que não consegui ir pra frente com a leitura.Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  10. Oie Paac, que resenha mais linda! Eu tive a oportunidade de solicitar esse livro, porém não me senti atraída pela premissa; acho que não iria me agradar tanto, sabe? Mais pelo gênero e público alvo mesmo... Mas que bom que gostou da leitura!! Com certeza seria um livro que daria de presente para minhas sobrinhas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Oooi!
    Vim ver sua resenha porque assisti ao vídeo do Bigode Literário e o Rafael disse que -algo- no livro o incomodou... Queria saber se esse -algo- também tinha te incomodado, mas até agora eu não sei! Ahauhau, acho que vou ter que ler para descobrir.
    Pelo que vi nas suas fotos o livro é lindo e a diagramação maravilhosa *-*
    Beijo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.