Longa e Sombria Hora do Chá da Alma de Douglas Adams

Título: Longa e Sombria Hora do Chá da Alma
Autor(a): Douglas Adams
Editora: Arqueiro 
Ano: 2016
Páginas: 224
Skoob: Adicione
Sinopse: Kate Schechter devia ter prestado atenção aos avisos que o universo tentava lhe dar. No aeroporto de Heathrow, prestes a embarcar para a Noruega, a americana pensa em todos os sinais que lhe diziam para não fazer aquela viagem. Ainda assim, ela não está nem um pouco preparada para a explosão do balcão de check-in, que destrói parte do terminal. Enquanto isso, no norte de Londres, o detetive Dirk Gently está no fundo do poço: sem dinheiro, vive de bicos como quiromante numa tendinha. Refletindo sobre seu fracasso, ele lembra de repente que, na verdade, tem um cliente e está absurdamente atrasado para o encontro aquela manhã. Porém, o investigador chega tarde demais. Sentindo-se culpado pela sina do homem, ele resolve mais uma vez fazer uso da interconexão de todas as coisas e vê uma ligação do seu caso com os estranhos eventos no aeroporto. Abrindo caminho em meio aos elementos mais absurdos, Dirk se depara com uma máquina de refrigerante que aparece nos lugares mais improváveis, uma águia hostil que insiste em atacá-lo, um hospital sinistro para casos exóticos, horóscopos insultuosos e uma calculadora de I Ching. Neste delicioso livro que dá continuação à série de Dirk Gently, o leitor se surpreenderá ao observar como todas as peças do quebra-cabeça se encaixam para formar uma trama genial e hilária.

  Que Adams tem o dom de deixar o leitor perdido e encantado com suas histórias não é mais nenhuma novidade, e dessa vez a história do famoso detetive Dirk tem um novo suspense, e como sempre nós ficamos fascinados!
    Dirk está numa situação ainda pior do que a anterior, e para piorar ele acaba esquecendo um cliente que o esperava para solucionar um problema um tanto quanto esquisito envolvendo seres estranhos que supostamente o perseguiam. O mistério todo começa quando esse cliente morre de forma bem bizarra e apesar de indícios de homicídio, todos acreditam e afirmam ser um suicídio.
“No geral, ele parecia confortável e relaxado, com as pernas cruzadas e uma caneca de café deixada pela metade na mesinha ao seu lado. O detalhe perturbador, no entanto, era que sua cabeça estava pousada bem no meio do dico que girava na vitrola, o braço da agulha batendo contra o pescoço e sendo forçado a voltar o tempo todo para a mesma faixa.”

    Dessa vez conseguimos conhecer ainda mais Dirk e vamos tentar entender como funciona a lógica dentro dessa cabeça tão pirada haha. O livro infelizmente ainda peca pelo mesmo problema do anterior, a leitura detalhada que em muitos momentos se torna lenta e cansativa. Adams mistura muitos elementos e coisas excêntricas bem ao seu modo de escrita, porém o excesso de detalhes e a confusão dessa mistura de elementos em certos momentos me deixou meio perdida e sem saber o que esperar. Mesmo com esses pontos que ao meu ver não foram tão negativos, podemos ter boas risadas desse excesso de loucura, e o melhor é ver que em meio a isso existe uma lógica pra se solucionar o mistério.
    A longa e sombria hora do chá  da alma é um livro excêntrico como o autor, beira a confusão e pode deixar o leitor um tanto perdido porém senão fossem essas pequenas coisas não seria tão Adams.
Nota:

2 comentários:

  1. Eu gosto muito do Douglas Adams e fiquei morrendo de vontade de ler esse livro assim que vi na livraria! Essa questão que você citou de ser um livro meio louco e até confuso é bem característica do autor né, e eu acho bacana pois leva o leitor a refletir sobre determinadas coisas que ele fala! Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim muito dele essas confusões mentais que a gente acaba tendo na leitura kkkkk

      Excluir

Tecnologia do Blogger.