Menina Má de William March

Título: Menina Má
Autor: William March
Editora: Darkside Books
Ano: 2016 
Páginas: 272 
Skoob: Adicione
Sinopse: Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

       Imagine que sua filha, sua querida e amada filha é uma psicopata que acaba de cometer um ato criminoso, o que você faria? O que pensaria? Se eu te perguntasse se acha que ela nasceu assim ou aprendeu o que responderia?
       Rhoda é uma garotinha linda de 8 anos, a filha perfeita, sempre educada e centrada, parecia ter sido criada pela mais perfeita das mães, um exemplo de criança. Christine sua mãe nunca havia notado que a filha era tão diferente das outras crianças, até o dia em que ao voltar do passeio em que um colega morreu afogado Rhoda se mostrou totalmente indiferente ao acontecido e a partir desse dia Christine começou a notar o comportamento estranho da filha.
       Menina Má apesar de parecer apenas mais uma história de ficção com um psicopata, inova ao trazer uma criança no papel de personagem principal, Rhoda é uma incógnita, uma questão a ser discutida, e faz o leitor se questionar sobre alguns pontos importante como: O que leva uma criança a se tornar uma psicopata? Ela nasce assim ou o ambiente a transforma? Existe um gene da sociopatia? Em 1964 depois de uma vida conturbada que incluía idas e vindas de psiquiatras William March criou uma personagem em que todas essas questões seriam levantadas, porém não respondidas...
“Ela permaneceu junto da filha  por mais alguns minutos, observando os sinais  plácidos e suaves de sua respiração,  pensando em como aquela criança parecia inocente , bem longe dos sombrios  instintos assassinos  que a habitavam.”
      William March apesar dos preconceitos da época bem marcados em sua escrita consegue trazer ao leitor uma carga emocional pesada, é difícil não cair nos questionamentos daquela mãe que tenta a todo preço chegar a uma conclusão sobre o comportamento da filha. O grande ponto da obra são os questionamentos de Christine mas também o desenrolar de todas as suas especulações que a mesma vai criando dentro de si, a descoberta de seu passado e o quanto aquilo pode ter sido influenciador na personalidade e identidade de Rhoda. O final da obra é o que eu imaginei que aconteceria, parecia meio obvio mas não deixou de ter seu impacto.
      Menina Má é um livro curioso, adoro livros que trazem esses personagens intrigantes e difíceis de ser conhecer de forma tão profunda, com toda certeza uma leitura que amei e que provavelmente farei de novo daqui a alguns anos quem sabe.
Nota:

8 comentários:

  1. Paac, eu morro de vontade de ler esse livro e sua resenha só me deixou mais ansiosa.
    Adoro livros que tratam sobre a psicopatia, especialmente nas crianças.
    Preciso ler esse urgentemente! *-*

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bom?
    Esse é um livro que eu morro de vontade de ler, toda a a capa e as ilustrações são super lindas <3
    Eu juro que estou muito curiosa para ler esse livro e saber o que aconteceu no final :D

    Sessão Proibida †

    ResponderExcluir
  3. oi Paac, tudo bem? Essa é a segunda resenha super positivo desse livro. A capa foi a primeira coisa que me chamou a atenção e a sinopse me deixou bastante curiosa. Vou ler sim. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Pacc, eu estou para ler esse livro desde o meio do ano e pretendo ler ainda esse ano.
    As tantas resenhas que li bacanas como a sua só aumenta minha vontade de começar. Mas vou esperar um momento tranquilo, sem a cabeça em uma leitura de parceria. Quero me entregar somente a ele.
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.