Dois Irmãos

Criado por: Milton Hatoum
Dirigido por: Luiz Fernando Carvalho.
Com: Cauã Reymond, Eliane Giardini, Antônio Fagundes, Bruna Caram, Irandhir Santos, Bárbara Evans....
País: Brasil
Formato: Minissérie
Gênero: Drama e Romance 
Duração: 9 de janeiro de 2017 – 20 de janeiro de 2017



Sinopse: A história gira em torno de dois irmãos gêmeos idênticos, Omar e Yaqub, que têm personalidades conflitantes desde pequenos, e suas relações com a mãe (Zana), o pai (Halim) e a irmã (Rânia). Moram na casa da família a empregada Domingas e seu filho, Nael. O menino é quem narra, após trinta anos, os dramas que testemunhou calado. Do seu canto, ele vê entes da família de origem libanesa terem desejos incestuosos e se entregarem à vingança, à paixão desmesurada, em uma Manaus em transformação. Na fase adulta, a família é vivida por Cauã Reymond (os gêmeos), Eliane Giardini (a mãe), Antônio Fagundes (o pai) e Bruna Caram (a irmã), além de Silvia Nobre e Irandhir Santos como Domingas e Nael.


   Podem criticar a globo por vários motivos, mas devemos assumir que a adaptação dessa obra foi incrível e merece elogios em todos os sentidos e categorias possíveis.
   Omar e Yahub são gêmeos, filhos de Halim e Zana, nasceram juntos na linda Manaus, mas por obra do destino e situações da vida, se tornaram distantes, amargos um ao outro e a agressividade e a violência desenfreada os tornou inimigos.
    Eu já tive o prazer de ler Dois Irmãos, a versão em quadrinho feita pela Cia das Letras, e você pode ler ela aqui. Ainda não li a obra escrita, mas depois do quadrinho e dessa série acho que devo muito ler e farei logo. Dois Irmãos é uma série intensa do inicio ao fim, cheia de amores e desamores, temos o prazer e a tristeza de acompanhar a vida familiar de Yahub e Omar, da infância a vida adulta, entre cenários lindos da bela Manaus de antigamente e interpretações magníficas de artistas nacionais.




   A fotografia da série é esplendida, mas que fotografia não ficaria linda feita nas belezas naturais do Brasil não é mesmo? Na série a briga entre os irmãos toma forma e se torna nítido que não foi apenas obra de um momento, mas junção de diversas situações que tornaram os irmãos inimigos mortais. Yahub o irmão mais novo, foi mimado em excesso pela mãe, que acreditava que por ter nascido mais fraco sempre precisaria de mais cuidados que o outro, sua personalidade explosiva e atitudes desenfreadas trouxeram mais consequências ruins do que boas. Omar o mais velho, sempre cuidado apenas por Domingas (a empregada da casa), se tornou mais distante da mãe, e a dor desse “abandono” se refletiu em um adulto frio e distante da família. Halim o pai nunca encontrou o momento certo de dar limites aos cuidados excessivos de Zana com Yahub, e ao tentar unir os filhos, apenas tornou Omar ainda mais distante, sua passionalidade custou caro a todos. Zana nunca notou que seu excesso de carinho com um filho a tornava mais distante do outro, que também precisou de seu afeto, e quando percebeu era tarde demais.




    Assim como o quadrinho que tive o prazer de ler, a série trouxe de forma bem feita e bem interpretada à história intensa e destrutiva de dois irmãos. Não pensei que iria gostar tanto da série quanto gostei, e afirmo de coração que você precisa vê-la, mas vá de coração aberto, porque a intensidade da série, assim como do livro e do quadrinho está nas entrelinhas, nos comportamentos por vezes sutis. Nela você encontra a influencia de uma criação distanciada, o peso do excesso de cuidado, o ódio desenfreado que gera violência, a solidão, a traição, entre outros comportamentos. Dois Irmãos deixa muito a se refletir.

Nota:








15 comentários:

  1. Minha pergunta é: AONDE EU ESTAVA QUE NÃO ASSISTI ISSO??? Gente deve ter sido maravilhoso, e eu fiquei super curiosa. Adorei, simples assim. E por falar em adorar, adorei também a nova cara do blog viu. Parabéns. Obrigada pela dica amiga.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Como gostaria de ler a obra, é um dos livros desejados pra este anos, a adaptação ficou muito bem feita e a interpretação de todos os artistas envolvidos foi incrível preciso confessar que não vi todos os capítulos porém a história contada é muito semelhante as resenhas que vejo do livro, parabéns pela postagem adorei!

    ResponderExcluir
  3. Confesso que nunca li essa obra, mas quero muito poder desfrutar dessa leitura.
    Vi a propaganda e estou muito curioso... Isso mostra um pouco da personalidade das pessoas, pois tem mãe que faz isso preferidos e caba por ficar de mal com o outro folho (a).

    Ótima postagem! Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu acho que essa série tinha tudo pra ser muito boa se tivesse atores, não rosto padrão globosta. Não gosto de Cauã Reymond e nem de Juliana Paes, eles têm peitinho, bundinha, barriguinha, mas não consigo gostar do que eles consideram atuação. Por isso não vi a série, também não assisto a globosta. Prefiro o livro. Desculpe meu excesso de franqueza, mas me sinto livre aqui para ser eu. Sobre o enredo da série, obviamente será bom, visto que o livro é muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Eu tanto li a obra quanto acompanhei a série da Globo, e posso dizer que eles fizeram um excelente trabalho. Os atores se entregaram de uma forma incrível! A interpretação de Eliane Giardini como Zana, estava maravilhosa, principalmente nas últimas cenas, mostrando toda a loucura e desespero de uma mãe (uma das minhas cenas preferidas). Eu amei a série tanto quanto o livro! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Nossa, vou te falar que eu não me interessei por essa série. Na verdade, nem ela e nem o livro fazem muito meu estilo. No entanto, por todos os comentários que vi, parece que a produção ficou realmente incrível.
    De qualquer forma, espero que você leia o livro mesmo, pois é sempre melhor do que a adaptação. E se você gostou da minissérie e dos quadrinhos, tenho certeza que vai gostar do livro também.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Quero muito ver essa série, até por causa desses elogios rasgados, porém pretendo ainda ler o livro primeiro. Ele já está na minha meta tem tempo porém só conseguirei realizar nas minhas férias de faculdade. Adorei todos os pontos levantados. Principalmente em exaltar a fotografia com a beleza que nosso Brasil tem! Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Estou com muita vontade de assistir essa série. Gosto bastante das produções da globo especialmente quando tem temáticas como essa. Vale a pena conferir, bjo

    ResponderExcluir
  9. Oi! Acho bem interessante a premissa dessa série, e na época de lançamento já tinha me chamado a atenção, mas mesmo com o enredo legal não sei se iria gostar de assistir com os personagens interpretados por esses atores.
    Mas é só por causa deles mesmo. São poucos atores globais de que eu gosto da atuação...
    Adoro histórias que buscam caracterizar também os ambientes do nosso país. A parte dos gêmeos inimigos me lembrou bastante de Esaú e Jacó, do genial Machado de Assis e me pergunto qual seria a relação entre eles... Quero ler a obra para conferir.

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Acredita que é raro eu assistir televisão?! Pois é, dessa forma eu nem sabia que a Globo havia feito a adaptação da obra, mas pelo que pude perceber através da sua resenha ela foi muito bem feita, desde o desenvolvimento dos personagens e a atuação dos atores/atrizes quanto à parte cenográfica.
    Adorei saber sua opinião e pretendo procurar para assistir.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  11. Olá, Paac! Tudo bem?
    Eu não conhecia essa série, ao menos não lembro dela quando passou esse ano. Parece ser de fato bem legal, fico feliz que tenha gostado! Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie Paac tudo bem? Eu não conhecia os quadrinhos e como não vejo TV, só agora fiquei sabendo da obra. Seu post me deixou com vontade de assistir!

    ResponderExcluir
  13. Oie
    uma pena que nao vejo tv mas abriria uma exceção, gosto de séries/miniséries, adorei o que vc escreveu sobre e vou ver se me empenho para ver

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu não assisti a adaptação toda do livro, mas li muitos comentários positivos sobre a história. É muito bom quando nacionais ganham o espaço que Dois Irmãos ganhou.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Paac, fiquei muito triste por não ter conseguido ver a série, mas achei a premissa muito interessante e a fotografia parece ser mesmo ótima.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.